Ex-presidente Michel Temer com o ex-ministro Moreira Franco
Ex-presidente Michel Temer com o ex-ministro Moreira FrancoFoto: Sergio Lima/AFP

A Justiça mandou soltar nesta segunda-feira (25) o ex-presidente Michel Temer (MDB) e o ex-ministro Moreira Franco, presos na última quinta-feira (21) a pedido do juiz Marcelo Bretas, da Operação Lava Jato no Rio.

A prisão preventiva dos emedebistas foi revogada pelo desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Athié havia convocado para esta quarta-feira (27) o julgamento do pedido de habeas corpus do ex-presidente.

Leia também: 
Temer abre mão de banho de sol nos dois primeiros dias de prisão
Juiz Marcelo Bretas decide manter prisão de Michel Temer

A prisão de Temer está relacionada com a delação de José Antunes Sobrinho, sócio da empreiteira Engevix. De acordo com ele, Moreira Franco ajudou a viabilizar repasses ilícitos para o MDB na campanha de 2014. Segundo o Ministério Público Federal, a Engevix pagou R$ 1 milhão em propina no fim daquele ano a uma empresa controlada pelo coronel Lima.

A posição hierárquica de vice-presidente e depois presidente permite concluir "que Michel Temer é o líder da organização criminosa a que me referi", escreveu o juiz Bretas no pedido de prisão.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: