Na programação do evento, discussões, palestras e oficina, visando a democratização da comunicação.
Na programação do evento, discussões, palestras e oficina, visando a democratização da comunicação.Foto: Luis Souza

A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) por meio do projeto Gestão Cidadã, promoveu nesta quarta-feira (19), o 3° Encontro das Assessorias de Comunicação das Prefeituras Pernambucanas.Na programação, discussões, palestras e oficina, visando a democratização da comunicação.

A mesa de abertura tratou do papel das assessorias de comunicação em tempos de fake news. O radialista Aldo Vilela, a professora doutora em comunicação, Nataly Queiroz, o blogueiro e radialista Nill Júnior e o presidente da Empresa Pernambuco de Comunicação (EPC/TV/PE), Gustavo Almeida, deram seus exemplos sobre o fenômeno que traveste a mentira em forma de notícia. Os profissionais foram mediados pela gestor de redes sociais da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Marco Melo.

Representando a imprensa, Aldo Vilela e Nill Júnior exemplificaram métodos de checagem de fatos e deram dicas de como responder à altura boatos perpetuados nas mídias. "É interessante que se a notícia falsa for propagada, digamos, nas redes sociais, também deve ser respondida nas redes sociais. Não levar o representante da prefeitura apenas para uma rádio local desmentir o ocorrido. Quem viu, viu nas redes sociais também", enfatizou Nill Júnior.

O Presidente da EPC/TVPE, Gustavo Almeida, falou do tema, da atual conjuntura de disseminação de notícias falsas e pediu que os municípios incentivem a produção de conteúdo, genuíno. A professora doutora em comunicação, Nataly Queiroz enfatizou a importância da assessoria de comunicação ter credibilidade para saber lidar em momentos difíceis, como desmentir uma fake news. Para ela "não só o jornalista de veículo deve ter credibilidade. Um exemplo é a transparência, que deve estar em dia e ser divulgada com consciência pela assessoria".

Terminada a mesa, o professor doutor em ciência política, Adriano Oliveira, do departamento de ciências políticas da UFPE, ministrou uma palestra com o objetivo de demonstrar como o relacionamento sadio entre poder público e imprensa e povo podem ser decisivos para o sucesso de uma gestão. Adriano também é sócio da Cenário Inteligência, empresa especializada em

Ministrada pelo gestor de redes sociais da CNM, Marco Melo, a oficina comunicação para democratização da gestão pública ocorreu pela parte da tarde e teve por objetivo contribuir para que a comunicação municipal seja um mecanismo impulsionador de participação popular.

"Foi muito gratificante ver a interação e o compartilhamento de experiências exitosas das assessorias pernambucanas de Municípios. Compartilhar essa oficina foi um impacto social incrível. É ver de fato a missão da CNM se cumprir na ponta com uma comunicação que transforma realidades e tem o papel de mudar a vida das pessoas", frisou Marco Melo.

Esta foi a terceira edição do evento que contou com mais de 80 assessores, jornalistas, blogueiros e técnicos em comunicação. No final da tarde, os participantes puderam participar de um sorteio de brindes doados pela Rede Globo Nordeste e pela Companhia Editora de Pernambuco (CEPE).

assuntos

comece o dia bem informado: