Solenidade ocorreu nesta sexta-feira (6), em frente ao Palácio do Campo das Princesas
Solenidade ocorreu nesta sexta-feira (6), em frente ao Palácio do Campo das PrincesasFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Em celebração à Data Magna de Pernambuco, o governador do Estado, Paulo Câmara, deputados e outras autoridades participaram, nesta sexta-feira (6), do hasteamento da bandeira e aposição de flores no Monumentos aos Revolucionários, em frente ao Palácio do Campo das Princesas e na Praça da República, respectivamente, na área central do Recife, ocasião em que os heróis da Revolução de 1817 foram relembrados.

O dia, que também é feriado (Lei 16.959/2017), faz menção à autoproclamação de Pernambuco que se tornou República independente de Portugal. Como consequência, o império português empreendeu prisões, esquartejamentos e morte de boa parte dos líderes da Revolução. "Comemorar datas como o dia de hoje, é reafirmar valores de verdade, justiça e democracia, tudo isso permanece presente na realidade brasileira e precisam ser comemorados e passados para as novas gerações. Nosso Estado teve a coragem de há mais de 200 anos fazer com que esses valores valessem à pena e é por eles que estamos aqui nesta celebração", ressaltou Paulo Câmara. 

Leia também:
Data Magna: por que 6 de março é feriado em Pernambuco?
Paulista transfere feriado da Data Magna para 29 de março
Data Magna é lei de Isaltino Nascimento e Terezinha Nunes

Para a deputada Terezinha Nunes (PSDB), criadora da Lei 1245/2017, junto ao também deputado Isaltino Nascimento (PSB), a data está consolidada no calendário pernambucano, fato que tem imbuído na população o entendimento da importância de um dia como o 6 de março. "O que se celebra hoje é a eclosão da Revolução de 1817, a principal revolução brasileira de acordo com o historiador Oliveira Lima, um movimento que levou à revolta de todo o País, culminando cinco anos depois na independência do Brasil. Pernambuco iniciou esse movimento, portanto.

Em todos os estados do País, existe uma 'Data Magna', criada por meio de Lei Federal. A de Pernambuco foi escolhida pela população, por meio de enquete que percorreu as cidades pernambucanas. "Para o próximo ano queremos que esse dia se consolide ainda mais, para tanto é promessa do Governo do Estado, além da solenidade, prestigiar a data com uma festa popular no Bairro do Recife, para que as pessoas cada vez mais participem e comemorem essa conquista, que é nossa", conclui a deputada.

Para João Paulo, parlamentar do PC do B, celebrar a Data Magna é ter conhecimento da história e de quem doou suas vidas em favor da soberania de um povo. "Relembrar este dia, relembrar aqueles que foram representantes do povo e que lutaram pela independência de Pernambuco, e mais do que nunca nos dias atuais, com a conjuntura política em que o País se encontra, serve também para dar acesso ao povo sobre a importância de lutar pela liberdade de um Estado e do Brasil".


assuntos

comece o dia bem informado: