Presidete da Amupe, José Patriota (PSB)
Presidete da Amupe, José Patriota (PSB)Foto: Ascom / Amupe

José Patriota (PSB), prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco, a Amupe, falou sobre a reforma da previdência nos municípios. Para ele, a adequação dos municípios vai precisar ser feita com cuidado. "A legislação estadual e municipal vão ter que se adequar, e tem prazos para fazer as adequações. Uns fazem de uma forma mais profunda e outros vão adequar de acordo com o que o governo federal manda", contou.

O presidente da Amupe também falou sobre o desemprego alto durante todo o ano. "Estamos ainda com milhões de desempregados, fora aqueles que chegam na idade de trabalhar, após o ensino superior, e não encontram muita perspectiva", frizou. Para ele, o incentivo ao consumo é negativo para os jovens desempregados. "Com o bombardeio da propaganda ao consumo a todo custo, isso influencia o jovem a consumir de toda forma", comentou. Para ele, o jovem se adequa indo para o endividamento e, muitas vezes, entrando no mundo do crime. 

Com relação ao aumento do fundo eleitoral, Patriota se posicionou completamente desfavorável. "Jamais esse dinheiro para o fundo eleitoral deveria sair da saúde, é uma imoralidade", contou. Apoiador do fundo eleitoral, o presidente pontuou que o tamanho do fundo precisa ser estudado. "Sou contra o aumento do fundo eleitoral, ele tem que existir mas o tamanho tem que ser pensado ainda", contou.

Por ser prefeito de uma cidade do Sertão, ele comentou sobre problemas enfrentados com destinação do lixo e saneamento para cidades pequenas. "O veículo principal de transmissão de doenças é a água, então temos que investir em saneamento básico, em tratamento hídrico...Saneamento deveria ser estratégico e prioridade desde sempre", completou.

Ouça a entrevista completa: 

assuntos

comece o dia bem informado: