STF
STFFoto: DIVULGAÇÃO

A Folha de S.Paulo publicou, ao longo desta semana, uma série de perfis dos seis magistrado cotados para o STF (Supremo Tribunal Federal). O novo nome deve ser indicado pelo presidente Michel Temer e ocupará a vaga do ministro Teori Zavascki, que morreu em um acidente aéreo em 19 de janeiro.

Ives Gandra Martins Filho, presidente do Tribunal Superior do Trabalho, defende reformas trabalhistas e está identificado com as prioridades do governo Michel Temer.
Há anos desenvolve atividades acadêmicas com o ministro Gilmar Mendes, um dos defensores de sua nomeação.

Luis Felipe Salomão foi nomeado ministro do Superior Tribunal de Justiça pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2008. Nasceu na Bahia e fez carreira no Rio. Projetou-se ao dirigir entidades de classe da magistratura, onde ganhou prestígio e fez muito lobby.

Atual ministro da Justiça, Alexandre de Moraes é um nome forte para a vaga de Teori Zavascki. Mas sua atuação à frente da pasta, muito questionada, deverá pesar na balança. Entre os cotados, é o mais próximo de Temer. Filiado ao PSDB, o advogado saiu na frente na disputa, ao receber o apoio do ministro do STF Marco Aurélio, que considera Moraes o "nome ideal", pela experiência e bagagem jurídica.

Outros três ministros têm sido citados como prováveis indicações: João Otávio de Noronha, Humberto Martins e Mauro Campbell, os três do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

veja também

comentários

comece o dia bem informado: