Governador não vai ao encontro marcado por Bolsonaro para a próxima quarta-feira (14), mas espera ter reunião depois que o presidente assumir o cargo efetivamente
Governador não vai ao encontro marcado por Bolsonaro para a próxima quarta-feira (14), mas espera ter reunião depois que o presidente assumir o cargo efetivamenteFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

O governador Paulo Câmara (PSB) não acredita que sua ausência no encontro agendado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), na próxima quarta-feira (14), em Brasília, vai causar prejuízo nas relações entre Governo Estadual e Federal.

"De jeito nenhum. Nós recebemos o convite dos governadores do Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro, e infelizmente já estou com viagem marcada. Alguns governadores já estão com viagem marcada e outros governadores também já tem viagem marcada e não poderão ir. Temos a expectativa de tão logo seja possível, que o presidente receba efetivamente os governadores da forma institucional, que deve ser feita quando ele assumir o cargo", afirmou.

Paulo Câmara preferiu não adiantar qualquer mudança na formação do secretariado. "Só no final do ano", disse.

*Com informações de Marcelo Montanini

comece o dia bem informado: