Jair Bolsonaro
Jair BolsonaroFoto: José Cruz/Agência Brasil

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) parabenizou e chamou de "belo trabalho" o do policial militar que atirou e matou um suspeito, enquanto ele fazia uma idosa de 83 anos refém, após roubar uma joalheria, na manhã desta quarta-feira (5), em Valença, cidade a 160 km da capital do Rio de Janeiro.

"Parabéns aos Policiais Militares de Valença-RJ que salvaram a senhora de 83 anos feita refém por um bandido covarde, ficando mais de 10 minutos com uma arma apontada para sua cabeça. Belo trabalho! A vida do cidadão de bem sempre deve ser prioridade!", escreveu Bolsonaro, no Twitter.

Segundo a Polícia Militar, os agentes realizavam patrulhamento no centro da cidade, que fica no sul do estado, quando foram avisados que um homem havia roubado uma joalheria próxima.

Leia também:
Bolsonaro elogia Magno Malta, mas não o confirma no governo
Luciano Huck diz que não é hora de oposição a Bolsonaro


Os moradores que presenciaram a ação gravaram vídeos. Nas imagens, o suspeito aparece armado, segurando Maria Tereza de Jesus, 83, enquanto um policial aponta uma arma na direção dos dois.

Segundo a PM, o homem fazia seguidas menções de atirar nos policiais e na mulher. Pessoas gritavam para ele soltar a idosa. Até que ela tropeça nos paralelepípedos e cai no chão. O policial então dispara ao menos quatro tiros contra o suspeito, que morreu na hora.

A corporação não divulgou o nome do policial, nem o do suspeito do roubo. A mulher não ficou ferida. Ainda de acordo com a PM, foram apreendidos no local "um revólver calibre .38 e cerca de R$ 50 mil em joias, produto do roubo".

veja também

comentários

comece o dia bem informado: