Governador Paulo Câmara
Governador Paulo CâmaraFoto: Divulgação/PSB

A polarização entre os governadores do nordeste e o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ganhou contornos mais dramáticos nesta última semana. Bolsonaro rebateu, em uma entrevista ao SBT, a informação de que os gestores nordestinos não colocariam sua fotografia oficial nos gabinetes. "Espero que não venham pedir nada para mim porque eu não sou o presidente deles. O presidente (dos governadores do Nordeste) está em Curitiba", afirmou ao SBT.

Diante desse tensionamento, o governador Paulo Câmara (PSB) disse, em entrevista ao Bom dia Pernambuco, da Rede Globo, na manhã desta segunda (07), que tentará marcar uma audiência com o presidente da República. “Vou pedir uma audiência para apresentar os projetos do estado ainda hoje", disse o governador, que pediu que os palanques sejam desarmados. “A eleição passou. Acabou. Agora a gente tem que trabalhar muito para Pernambuco", comentou o governador, que prometeu uma relação institucional "tranquila" com Bolsonaro.

Leia também:
[Giro de Notícias] Confira os destaques nos jornais do País, nesta segunda
Bolsonaro diz que caixa-preta de órgãos federais começou a ser aberta
Partidos contra o plano B de Paulo Guedes

Na entrevista, Paulo Câmara antecipou uma das pautas que levará para a audiência com o presidente, a parceria financeira para a entrega de 20 mil casas populares, uma de suas promessas de campanha.

comece o dia bem informado: