Martha Rocha foi a primeira mulher a chefiar a Polícia Civil do Rio de Janeiro
Martha Rocha foi a primeira mulher a chefiar a Polícia Civil do Rio de JaneiroFoto: José Cruz/Agência Brasil

Policiais militares prenderam um dos suspeitos de ter participado, no último domingo (13), do ataque à deputada estadual e delegada Martha Rocha (PDT). Segundo a Polícia Militar (PM), a prisão ocorreu na noite dessa quarta-feira (16), na região de Brás de Pina, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com as informações da PM, policiais foram ao local para averiguar informações sobre um carro que tinha sido roubado e abandonado por criminosos na Estrada do Quitungo. Os agentes localizaram os suspeitos de roubar o veículo e houve uma troca de tiros.

Durante o confronto, segundo a PM, um homem morreu ao tentar explodir uma granada. Mais três pessoas foram presas no local. Uma delas confessou a participação no ataque a Martha Rocha.

Leia também: 
Polícia identifica suspeito de ataque à deputada Martha Rocha
Alvo de atentado, deputada Martha Rocha relata ameaça de milicianos

A Polícia Civil trata o ataque como tentativa de latrocínio, já que, segundo a investigação, os criminosos queriam assaltar o carro da deputada e, no momento do crime, balearam o motorista dela.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: