Felipe Carreras é um dos deputados ameaçados de expulsão
Felipe Carreras é um dos deputados ameaçados de expulsãoFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Em meio ao debate sobre o futuro do deputado federal Felipe Carreras no PSB após seu voto favorável à reforma da Previdência que contrariou decisão da legenda, alguns membros do partido saíram em defesa do parlamentar. Segundo eles, por conta de sua trajetória em governos socialistas, Carreras não deveria ser expulso.

O deputado estadual licenciado e atual secretário de Ciência e Tecnologia de Pernambuco, Aluísio Lessa, é um dos que defende a permanência de Felipe Carreras no PSB. "Para os desavisados de outras legendas, que torcem pela sua saída do PSB, vai um recado. Para quem não se lembra , Felipe não é apenas um deputado Federal, ele é um militante histórico com mais de 20 anos de filiação, tem serviços relevantes prestados aos Governos Socialistas, foi oficial de Gabinete de Dr. Arraes no seu último governo, foi assessor de Eduardo Campos, e pelas mãos de Eduardo foi ser Secretário de Turismo na Primeira gestão de Geraldo Júlio, foi eleito deputado Federal em 2014, em seguida foi ser Secretário de Turismo do Primeiro Governo Paulo Câmara e saiu para disputar esse seu segundo mandato, é um dos vices presidentes da Executiva Estadua,l é amigo de Paulo Câmara, Geraldo Júlio, de vários Secretários, deputados, prefeitos, e dos membros do diretório estadual do PSB", declarou.

Aluisio Lessa é o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação

Aluisio Lessa é o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação - Crédito: Divulgação / Alepe



"Quanto à posição de ter votado a favor da reforma da Previdência, contrariando a decisão do PSB de votar contra a proposta do Governo Bolsonaro, defendo que seja levado em conta sua longa militância e os grandes serviços prestados nos nossos governos, que a comissão de Ética do diretório Nacional possa atenuar e reconhecer sua dedicação aos governos Arraes, Eduardo Campos, Geraldo Júlio e Paulo Câmara", sugeriu Lessa.

O deputado estadual Waldemar Borges também opinou pela permanência de Carreras na legenda. "A Reforma da Previdência na qual Felipe Carreras votou não é a que eu votaria. Defendo que devemos fazer uma pra valer, enfrentando de fato os privilégios e não jogando a conta para cima do Regime Geral. E cobraria que ela viesse acompanhada do enfrentamento a outros fatores que impactam no déficit publico. Mas não podemos ser a favor da expulsão de alguém que tem a história que Felipe tem no partido e que foi muito importante em momentos difíceis do hoje bem sucedido projeto iniciado por Eduardo Campos. Além do mais, ainda que discordando, temos que respeitar quem faz uma opção por convicção, como é o caso dele", ponderou.


Deputado estadual Waldemar Borges (PSB)

Deputado estadual Waldemar Borges (PSB) - Crédito: Sabrina Nóbrega/Alepe

O vice-líder do Governo na Alepe, Diogo Moraes, também saiu em defesa de Carreras. Ele divulgou uma nota de apoio pedindo a permanência do colega de partido. "Tendo o Partido Socialista Brasileiro como única legenda da minha trajetória política, não poderia me esquivar em um momento como este, em que os parlamentares que votaram a favor da Reforma da Previdência estão sob a possibilidade de expulsão. Assim como eu, o deputado federal pernambucano Felipe Carreras, em todo seu histórico político, pertenceu aos quadros do PSB", afirmou no documento.

"Neste cenário, é preciso que o PSB Nacional faça uma avaliação ponderada sobre o caso. É certo que o partido fechou questão contra a Reforma da Previdência, mas não se deve jogar ignorar uma trajetória de décadas, como é o caso da vida pública de Felipe Carreras, que ainda muito jovem participou de importantes campanhas do PSB em Pernambuco, tendo assumido importantes funções como a de chefe de gabinete do ex-governador Miguel Arraes, secretário de Turismo na Prefeitura do Recife, no Governo do Estado e, ainda, sido eleito duas vezes deputado federal com expressiva votação em Pernambuco", prossegue Diogo.

"Vale salientar que o meu posicionamento sobre a Reforma, como tenho falado há meses, é totalmente contra o projeto apresentado pelo atual governo. Assim como o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, defendo que o caso de Felipe Carreras, com quem tive a responsabilidade de fazer parcerias exitosas na cidade do Recife, seja melhor avaliado. O PSB não pode perder um quadro histórico e importante como Felipe por uma votação. É preciso considerar toda sua história de lealdade e serviços prestados ao partido e, sobretudo, ao povo pernambucano. Neste contexto, vale lembrar que divergências sobre temas importantes como a Reforma da Previdência fazem parte da democracia. Como socialista, acredito que deve-se buscar diálogo e equilíbrio sobre este tema", conclui Moraes.

Outro a publicar mensagem de apoio a Felipe Carreras foi o deputado estadual Lucas Ramos. "O deputado federal Felipe Carreras tem história no Partido Socialista Brasileiro, com militância há mais de 20 anos e grande contribuição nas quatro últimas eleições majoritárias vitoriosas do partido em Pernambuco, desde a primeira eleição de Eduardo Campos até a recente reeleição do governador Paulo Câmara. Com destacada contribuição à gestão estadual, teve uma passagem brilhante à frente da Secretaria de Turismo e Esportes, em especial no relacionamento com o trade turístico, na promoção de Pernambuco no Brasil e no mundo inteiro, e criação de um ambiente favorável para abertura de novas rotas, terrestres e aéreas. Por sua reconhecida atuação, que sempre teve como objetivo proporcionar mais desenvolvimento para Pernambuco, Felipe Carreras tem o meu respeito e admiração", postou o parlamentar em suas redes sociais.


 




Diogo Moraes (PSB)

Diogo Moraes (PSB) - Crédito: Divulgação


 

comece o dia bem informado: