Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro, presidente do BrasilFoto: Sergio Lima/AFP

O presidente Jair Bolsonaro lamentou nesta sexta-feira (15) os ataques a duas mesquitas na cidade de Christchurch, no sul da Nova Zelândia, que deixaram pelo menos 49 mortos e 48 feridos. Pelo Twitter, Bolsonaro prestou condolências ao povo neozelandês, às famílias e aos amigos das vítimas.

“O Brasil condena totalmente essa crueldade! Nos unimos aos neozelandeses em solidariedade neste momento difícil. Que Deus conforte a todos!”, escreveu o presidente.

A polícia pediu o fechamento de mesquitas na Nova Zelândia, e quatro suspeitos estão sob custódia – um deles foi acusado de assassinato. Pelo menos 48 pessoas, incluindo crianças, estão em hospitais em decorrência de ferimentos a bala.

Leia também: 
Polícia evacua áreas próximas a ataques a mesquitas na Nova Zelândia
Ataques contra mesquitas deixam dezenas de mortos na Nova Zelândia
Após silêncio, Bolsonaro define tragédia em Suzano como 'monstruosidade'

veja também

comentários

comece o dia bem informado: