O ano passado fechou como o de menor incidência de roubos em 5 anos
O ano passado fechou como o de menor incidência de roubos em 5 anosFoto: Divulgação

Com 5.507 Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) registrados no último mês de dezembro, Pernambuco chega ao fim de 2019 com um total de 78.943 roubos, o menor quantitativo em cinco anos.

Na linha do tempo, somente 2014, com 65.269 casos, teve menos notificações das diversas modalidades de delitos visando a subtração de bens. Em relação aos 12 meses de 2018 (95.241), a retração foi de 17,11% (ou -16.298).

Além disso, dezembro passado, com -21% de diminuição em relação ao mesmo período de 2018, completou uma série de 28 meses consecutivos de declínio deste tipo de crime. Ao todo, foram contabilizados 1.464 casos a menos que dezembro de 2018 (6.971), tornando-se o mês com menos delitos em 60 meses, ficando acima apenas de dezembro de 2014 (5.449 notificações).

“A atual sequência de quedas nos CVPs já supera em 10 meses a segunda mais longa série descendente na história do Pacto pela Vida, formada por 19 meses entre julho de 2009 e janeiro de 2011. Nesse tempo de 28 meses, iniciado em setembro de 2017, foram 47.114 assaltos a menos em relação ao mesmo período anterior. Investimentos, operações permanentes, posicionamento de efetivo nas manchas criminais e também estratégias específicas para determinados tipos de delitos fizeram com que tivéssemos recuo significativo nos roubos a bancos, veículos, ônibus, de celulares e outras formas. Em 2019, mais de 53 mil pessoas foram presas pelas polícias. E vamos intensificar esse trabalho de retirada de circulação daqueles que amedrontam a população e ameaçam a ordem pública. Buscamos, em 2020, estatísticas mais baixas e uma maior sensação de segurança no dia a dia do pernambucano”, diz o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

Série histórica de CVP - Pernambuco set 16 a dez 18/ set 17 a dez 19

Série histórica de CVP - Pernambuco set 16 a dez 18/ set 17 a dez 19 - Crédito: Divulgação

RMR TEM MAIOR QUEDA DE ROUBOS EM DEZEMBRO – No mês passado, os municípios que compõem a Região Metropolitana (exceto a Capital) lideraram a queda do número de roubos em Pernambuco. Com 1.629 ocorrências, 24,02% a menos que o total notificado em dezembro de 2018 (2.144), a RMR se manteve à frente do Agreste, que registrou queda de 19,52% (de 1.286 casos para 1.035); da Zona da Mata, com retração de 17,73% (de 705 casos para 580); e do Sertão, que obteve um recuo de 15,14% (de 370 para 314 crimes).

AGRESTE REDUZ MAIS NO ACUMULADO DO ANO - Já no compilado geral do ano, que compreende os crimes registrados entre janeiro e dezembro de 2019, o Agreste foi o destaque, tendo contabilizado um recuo de 22,66% no número de CVP, ao sair dos 19.098 casos registrados em 2018 para 14.771, no ano passado. Logo em seguida, vem o Sertão do Estado, que somou 4.012 roubos em todo o ano de 2019, o que representa uma queda de 22,47% em relação ao ano anterior, que registrou 5.175 queixas do tipo. Finalizando a lista, aparecem a Zona da Mata e a Região Metropolitana (exceto a Capital), com retrações de 19,48% (de 9.519 ocorrências para 7.665) e 15,80% (de 28.452 crimes para 23.956), respectivamente.

RECIFE LIDERA REDUÇÃO ANUAL - Em 2019, Recife foi a cidade pernambucana que apresentou o maior recuo, em números absolutos, de ocorrências de roubos e assaltos. Com um total de 28.539 queixas do tipo registradas em todo o ano passado, o que representa uma queda de 14% em relação a 2018 (32.997), a cidade teve 4.458 crimes a menos. Olinda, com 1.190 crimes a menos, e Santa Cruz do Capibaribe, com 839 menos roubos, completam o pódio dos municípios com maior recuo de CVP em 2019. *(Confira abaixo lista dos 10 municípios)*.

“No Recife, é fundamental destacar as operações específicas que estão sendo implementadas no sentido de enfrentar os crimes contra o patrimônio, que são os casos das operações Cerne, no Centro da Cidade; Agamenon Magalhães, que está reforçando o policiamento ao longo da principal via da Capital; e Boa Viagem. Essa última, conseguiu reduzir em 20,6% o número de crimes contra o patrimônio registrados na orla do Recife, enquanto as queixas desse tipo de investidas caíram 15,6% nos arredores da Agamenon. Já a Operação Cerne, que foi reforçada no final do ano com a Operação Papai Noel, reduziu em 7,2% os crimes na área central da cidade”, destaca o secretário.

MAIS DE 9,6 MIL CELULARES FORAM RECUPERADOS EM 2019 - A partir do Programa Alerta Celular, implantado pela SDS, em 2017, a recuperação de celulares roubados em Pernambuco teve uma ampliação de 77%, em 2019, se comparado ao ano anterior. Ao todo, as abordagens e operações policiais resultaram na apreensão de 9.660 aparelhos no ano passado, ou seja, 4.214 telefones a mais do que o número recuperado em 2018 (5.446). Desde a criação do Alerta Celular, já são 16.028 aparelhos retirados das mãos de criminosos.

Enquanto as apreensões aumentam, as subtrações violentas de celulares têm diminuído. No ano passado, esse tipo de crime apresentou uma redução de 14%, caindo de 35.721 queixas registradas, em 2018, para 30.764 notificações, em 2019.

ROUBOS A ÔNIBUS TEM MENOR NÚMERO DOS ÚLTIMOS CINCO ANOS - O ano de 2019 chega ao fim com o menor número de roubo a coletivos dos últimos cinco anos. Ao todo, foram 837 queixas registradas em todo o ano passado, contra 915 crimes do tipo notificados em 2018, o que representa uma retração de 8,52%. Para essa redução, tem sido fundamental o trabalho integrado da Força Tarefa Coletivos, que, só ano passado, ajudou a prender 292 pessoas que praticavam esse tipo de crime.



ROUBOS DE VEÍCULOS E CARGAS DIMINUEM EM 2019 - Entre janeiro e dezembro do ano passado, as investidas violentas com intuito de subtrair veículos tiveram queda de 15,07% no Estado. Ao todo, foram 2.341 crimes do tipo a menos que 2018, passando de 15.534 para 13.193 ocorrências no Estado. Já o número de roubos de cargas apresentou uma retração de 1%, em 2019, saindo de 587 ocorrências em 2018, para 579, no ano passado.



ROUBOS A BANCOS TÊM MENOR REGISTRO DO PACTO PELA VIDA – Com nenhuma ocorrência de investida consumada contra instituições financeiras, no mês passado, 2019 chega ao fim com o menor registro desse tipo de crime desde o início do Pacto pela Vida, em 2007.



Ao todo, entre janeiro e dezembro, foram 18 investidas contra bancos, caixas eletrônicos e carros fortes notificados em todo o Estado, o que representa uma redução de 75% desse tipo de crime em relação ao ano de 2018, quando 72 ocorrências foram registradas. Neste mesmo período, 50 pessoas foram presas por envolvimento nessa modalidade criminosa.




10 municípios com maior redução de CVPs no acumulado de 2019

O Recife, com 4.458 delitos, foi a cidade pernambucana com maior recuo em números absolutos no ano passado, enquanto o Agreste (com -4.327) liderou a retração entre as regiões

O Recife, com 4.458 delitos, foi a cidade pernambucana com maior recuo em números absolutos no ano passado, enquanto o Agreste (com -4.327) liderou a retração entre as regiões - Crédito: Divulgação



Todas as modalidades criminosas registraram queda no comparativo anual

Todas as modalidades criminosas registraram queda no comparativo anual - Crédito: Divulgação

assuntos

comece o dia bem informado: