Neste fim de semana, o senador percorreu cinco municípios do Agreste e da Zona da Mata
Neste fim de semana, o senador percorreu cinco municípios do Agreste e da Zona da MataFoto: Divulgação

Em maratona por cidades do interior nesse fim de semana, o senador Humberto Costa (PT-PE) acusou o presidente Jair Bolsonaro de discriminar o Nordeste e defendeu uma ação conjunta de parlamentares contra a redução da participação da região no acesso ao Bolsa Família. Na recente concessão de novos benefícios em janeiro, a região ficou com apenas 3% do total liberado, apesar de concentrar cerca de 37% das famílias em situação de pobreza e extrema pobreza.

“Bolsonaro odeia os nordestinos, destila preconceito. Diz que somos cabeça chata e Paraíba. Pois saiba, Bolsonaro, somos cabeça chata e Paraíba, com muito orgulho, e não vamos aceitar calados os seus desmandos. O presidente da República tem que governar para todos os brasileiros. Estamos reunindo todos os senadores e deputados no Nordeste e vamos ao Tribunal de Contas da União (TCU) cobrar que não só ele libere o Bolsa Família para quem precisa, porque dinheiro tem, mas que ele distribua de acordo com a necessidade do povo brasileiro, sem discriminação”, afirmou o senador no município de Surubim, no Agreste do Estado.

Para o senador, Bolsonaro pratica retaliação contra a região, que, na última eleição, votou majoritariamente contra ele. “Bolsonaro nunca gostou de nordestino e agora resolveu atacar a região porque aqui ele perdeu de lavada. No Nordeste, mais de um terço da população vive na pobreza porque, durante muito tempo, fomos vítimas do descaso de governantes como ele. Cerca de 37% das famílias nordestinas têm perfil de enquadramento no Bolsa Família. Mas o governo só liberou 3% para a região. A maioria foi para São Paulo, para o Paraná, Santa Catarina, onde as pessoas votaram nele. Isso é inaceitável”, disse.

Neste fim de semana, o senador percorreu cinco municípios do Agreste e da Zona da Mata. Esteve em Vicência, Surubim, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá e Lagoa do Carro. Além de conversar com lideranças locais, Humberto participou de encontro com trabalhadores rurais e do ato de filiação de novos nomes ao PT.

“Precisamos seguir juntando forças, conversando com a população e alertando sobre o que está acontecendo no Brasil. Não vamos permitir que o presidente Jair Bolsonaro ataque o Nordeste e passe impune. É hora de fortalecer a base e unir o povo nordestino”, afirmou o senador Humberto Costa.




assuntos

comece o dia bem informado: