OLAVO DE CARVALHO

Políticos e admiradores de Olavo de Carvalho lamentam morte do escritor: 'Inegável seu legado'

Olavo morreu aos 74 anos na noite desta segunda-feira. A notícia foi comunicada pela família nas redes sociais do escritor

Olavo de Carvalho Olavo de Carvalho  - Foto: Reprodução/ Youtube

Políticos e admiradores do escritor e autointitulado filósofo Olavo de Carvalho lamentaram nas redes sociais a morte do guru do bolsonarismo. Nas publicações, afirmaram que "é inegável seu legado" e que ele foi "uma das maiores referências do conservadorismo no Brasil e no mundo". Rompida com o pai, sua filha Heloísa de Carvalho pediu que "Deus perdoe ele de todas as maldades que ele cometeu".

Olavo morreu aos 74 anos na noite desta segunda-feira. A notícia foi comunicada pela família nas redes sociais do escritor. Segundo a publicação, o guru da família Bolsonaro estava hospitalizado na região de Richmond, no estado americano da Virgínia.

Olavo de Carvalho foi diagnosticado com Covid-19 em 16 de janeiro. Oficialmente, porém, a causa da morte ainda não foi divulgada.

Em seu perfil no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a morte: "Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país, o Filósofo e Professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre", escreveu.
 

Filhos do presidente, os parlamentares Carlos e Eduardo publicaram condolências à família. O deputado Eduardo, ex-aluno de Olavo, afirmou que "seus livros, vídeos e ensinamentos permanecerão por muito tempo". Carlos Bolsonaro cita o "legado" deixado pelo guru bolsonarista.

O assessor da Presidência, Filipe Martins, afirmou que Olavo sempre será seu "grande farol intelectual" e disse que, para ele, "é como se a filosofia brasileira tivesse morrido".

O ministro Onyx Lorenzoni e a deputada estadual Janaina Paschoal também repercutiram a morte. O ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles disse que o autointitulado filósofo era uma "pessoa especial", de "personalidade forte" e que "jamais fugiu da polêmica".

O deputado federal Coronel Tadeu lamentou que não teve a "honra de conhecê-lo", mas afirmou que "mesmo na eternidade será uma luz para os patriotas". A deputada Kátia Sastre escreveu que Olavo era "uma das maiores referências do atual movimento conservador no Brasil".

O também deputado federal Carlos Jordy chamou Olavo de um "homem brilhante"  e afirmou que "é inegável seu legado para o conservadorismo no Brasil e no mundo".

O ex-assessor da Presidência Arthur Weintraub, irmão do ex-ministro da Educação, publicou que é "muito triste perder esse gigante".

Heloisa de Carvalho, filha do guru bolsonarista e rompida com o pai, declarou: "Que Deus perdoe ele de todas as maldades que cometeu".

Veja também

Lula cobra de Padilha e líderes governistas que conversem mais com Congresso
cobranças políticas

Lula cobra de Padilha e líderes governistas que conversem mais com Congresso

Cid Gomes declara apoio a senadora do PT que Ciro chamou de "assessora de assuntos de cama"
ceará

Cid Gomes declara apoio a senadora do PT que Ciro chamou de "assessora de assuntos de cama"

Newsletter