Posse marcada por gestos ao PMDB

Paulo Câmara empossou os novos auxiliares contemplados pela reforma administrativa

Paulo Câmara:?“Cabe a Raul Henry ver a equipe que quer formar. Ele tem total liberdade para escolher”Paulo Câmara:?“Cabe a Raul Henry ver a equipe que quer formar. Ele tem total liberdade para escolher” - Foto: Flávio Japa

 

A posse dos novos auxiliares do governador Paulo Câmara (PSB) foi marcada por uma relação afinada e cheia de gestos ao PMDB. A sigla peemedebista, que comandará uma superestrutura com a recente reforma administrativa, ganhou protagonismo, na última quinta-feira (19), com a posse de Raul Henry (PMDB) na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Bruno Lisboa (PMDB) na Secretaria de Habitação e Marcos Baptista (PMDB) na presidência de Suape.

Também tomou posse o novo secretário de Desenvolvimento Social, Roberto Franca. Após a solenidade, o governador Paulo Câmara afirmou que o PMDB é um aliado de primeira ordem, desde o início da gestão. "O PMDB sempre foi um aliado de primeira ordem. Tanto que tive a honra de ter um vice do PMDB", resumiu Paulo Câmara.

O gestor ainda disse que Raul Henry tem "total liberdade" para compor o seu secretariado - que possui espaços cobiçados como Suape, Copergás e Secretaria-executiva de Recursos Hídricos. No entanto, o chefe do Executivo ressaltou que está satisfeito com os atuais ocupantes dos postos.

"Quem define sua estrutura é o secretário. Cabe a Raul Henry ver a equipe que quer formar. Ele tem total liberdade para escolher o que for melhor para a pasta de Desenvolvimento Econômico e os nomes que ele entende que são necessários. Estou muito satisfeito com os responsáveis por essas pastas. Temos um entendimento e conversamos sobre todas as decisões que tomamos", avaliou.

Segundo Câmara, ele escolheu o vice por se encaixar nos requisitos esperados para o cargo, como capacidade de diálogo, condições de destravar projetos e pensamento alinhado com o governo.

Seguindo a mesma linha, Raul Henry garantiu que todas as suas escolhas serão tomadas em acordo com o governador. "Todos os ajustes que estamos fazendo estão sendo conversadas com o governador. A maioria da equipe fica, pode ser que tenha ajustes pontuais", ponderou.

Na próxima semana, Raul Henry cumprirá uma série de agendas em Brasília, com visitas ao ministro dos Transportes, Maurício Quintela, ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, e o Secretário de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco, além dos ministros pernambucanos Raul Jungmann (Defesa), Mendonça Filho (Educação) e Bruno Araújo (Cidades).

"Vamos levar a agenda de Pernambuco para o Governo Federal. Temos um conjunto de temas estratégicos para o Estado que dependem de conversa com o Governo Federal", relatou. O novo secretário de Habitação, Bruno Lisboa, disse que sua gestão à frente da pasta será de continuidade do trabalho iniciado pelo antecessor, Marcos Batista. Ex-diretor executivo de operações da Cehab, Lisboa afirmou que adotará uma solução caseira para sua antiga função.

 

Veja também

Queiroga vê risco de oferta irregular de vacina e diz ter o dever de persuadir Bolsonaro
Ministério da Saúde

Queiroga vê risco de oferta irregular de vacina e diz ter o dever de persuadir Bolsonaro

Pacheco e Queiroga discutem uso de fábricas de vacina animal para produzir imunizante contra Covid
Coronavírus

Pacheco e Queiroga discutem uso de fábricas de vacina animal para produzir imunizante contra Covid