Prazo de Daniel é até sexta. Jungmann terá conversas

Antes que o Congresso se realize, Jungmann passa pelo Recife para rodada de conversas

Daniel Coelho Daniel Coelho  - Foto: Divulgação

O Congresso Nacional do PPS será realizado no próximo final de semana, quando deve ser criado o Movimento 23, que carrega uma lógica de reconfiguração da sigla, incluindo, nesse bojo, o ingresso de integrantes do Acredito, Renova BR, Livres, Agora e dos "cabeças pretas" do PSDB. A ideia seria uma mudança não só de nome, mas de posicionamento político. O prazo, então, para o deputado federal Daniel Coelho anunciar se atravessa para o PPS é a sexta-feira. Caso vá, de fato, trocar o PSDB pelo PPS, estará presente no evento da sigla no sábado. O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, estaria realizando uma revisão em estados onde o partido estaria desmontado de forma a incentivar candidaturas à Câmara Federal de olho na cláusula de barreira. Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, liderança maior do PPS no Estado não disputará e ter Daniel na corrida seria um dos meios de garantir representação de Pernambuco na bancada. Daniel assumiria o comando da sigla no Estado, o que já gerou mal-estar internamente. Diante do adiamento do congresso estadual, o presidente municipal do PPS, Felipe Ferreira Lima, assinou junto com o presidente estadual, Manoel Carlos, uma nota de repúdio à decisão de Roberto Freire. Antes que o Congresso Nacional se realize, o ministro Raul Jungmann deve passar pelo Recife para uma rodada de conversas com os correligionários, antes também que o prazo de Daniel se esgote.

Fichas de filiação
No mesmo ato de filiação de Guilherme Uchoa e de seu herdeiro, Guilherme Uchoa Júnior, que será realizado hoje na presença do presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo, como a coluna cantara a pedra, a sigla filia ainda o ex-deputado Sérgio Leite, prefeitos, ex-prefeitos e lideranças. Será às 15h no Hotel Barramares.

Ala feminina >
O evento do PSC contempla ainda a ala feminina com a filiação de Izabel Urquisa, que disputou a Prefeitura de Olinda pelo PSDB. Também é esperado o ingresso de Carla Lapa.

Somente se > O encontro que o governador Paulo Câmara teve com Joaquim Barbosa foi requisitado pelo próprio ex-ministro. Socialistas têm observado que, Joaquim só entra nas hostes socialistas se for para concorrer à Presidência da República.

Agora, é tarde >
Na sexta-feira, no Palácio das Princesas, Paulo Câmara recebeu João Fernando Coutinho pessoalmente. O deputado já estava filiado ao PROS. Ontem, João Fernando teve conversa com Severino Ninho, que pode deixar o PSB.

Homenagem > O Caxangá Ágape, presidido por Braga Sá, promove almoço-reunião, amanhã, para celebrar o mês da Mulher com o prêmio Mulher Expressão Pernambuco. Entre as homenageadas, está a titular desta coluna. Os encontros do Ágape, agora, passam a acontecer no restaurante Solar do Douro. Será às 12h.

Déjà vu 1 > Em 2008, Gilberto Kassab - que, na condição de vice-governador de José Serra, assumira o comando do município - derrotou Geraldo Alckmin na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Para isso, teve o apoio de tucanos. No PSDB, há quem aposte que o cenário pode se repetir na disputa entre Márcio França e João Dória.

Déjà vu 2 > Na época, Alckmin, em sabatina da Folha de S.Paulo, chegou a lançar suspeita sobre os motivos que levaram políticos do PSDB a apoiarem Kassab. "Você acha normal vereadores do PSDB não apoiarem o candidato do partido? Que mágica é essa?", questionara.

Repúdio >
Vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos, o vereador Ivan Moares presidia a reunião, ontem, quando aprovou nota de pesar e repúdio pelo assassinato da vereadora Marielle Franco.

Veja também

Marcos Pontes participa de evento sobre pesquisa da nitazoxanida
Saúde

Marcos Pontes participa de evento sobre pesquisa da nitazoxanida

YouTube bloqueia vídeo de campanha de Russomanno por desrespeitar direitos autorais da Fifa
SÃO PAULO

YouTube bloqueia vídeo de Russomanno com imagens da Fifa