Prefeitura do Recife poderá fazer 'rodízio no núcleo duro'

Na Prefeitura, as mudanças na estrutura da administração estão sob o comando do secretário de Planejamento, Alexandre Rebelo.

Raul Henry Raul Henry  - Foto: Divulgação

 

As mudanças no Estado serão articuladas junto com a Prefeitura do Recife. Nomes que estão no Governo podem ir para a PCR, enquanto outros quadros podem voltar para o Palácio das Princesas.

Na Prefeitura, as mudanças na estrutura da administração estão sob o comando do secretário de Planejamento, Alexandre Rebelo. O gestor estuda cenários para enxugar a máquina e poderá promover fusões e desmembramentos para dinamizar a gestão. Braço-direito do prefeito reeleito Geraldo Julio, ele é considerado peça-chave da gestão e não deverá deixar o governo.

Outro nome dado como certo para permanecer é Antônio Alexandre. Ambos são os coringas do Palácio Capibaribe, acionados sempre para solucionar mudanças eventuais na gestão. No entanto, Geraldo Julio poderá fazer uma espécie de rodízio dentro do núcleo duro para oxigenar o governo. O principal rumor é a ida do secretário de Governo, Sileno Guedes, para a pasta de Educação. O intuito é ganhar visibilidade para concorrer à Assembleia Legislativa. Entre os nomes citados para o seu lugar, está o do secretário de Serviços Públicos, Roberto Gusmão, que teve importante papel na reeleição de Geraldo e tem bom trânsito com os vereadores. Ele teria sido um dos acionados no decorrer da campanha para destravar demandas e apagar incêndios na Frente Popular. Quem também é cotado para ir para a PCR é o atual interventor de Gravatá, coronel Mário Cavalcanti. O espaço, no entanto, ainda estaria indefinido.

Há também as cogitações, em torno dos vereadores que possam ser convocados .

A expectativa é que o gestor volte a chamar dois nomes do legislativo, abrindo vaga para Eduardo Chera (PDT) e Luiz Eustáquio (PSB). Uma icógnita é o vereador Jadeval Lima (PDT). Suplente de deputado estadual, ele está com a vaga aberta para assumir uma cadeira na Alepe, mas teme perder o mandato por ter mudado de partido e poderá permanecer na Câmara e concorrer, novamente, em 2018. Os dois nomes mais cotados para integrar a equipe de Geraldo Julio são Aline Mariano (PMDB) e Jayme Asfora (PMDB), que gostaria de permanecer na Casa.

 

Veja também

Abraham Weintraub é reeleito como diretor executivo no Banco Mundial por mais dois anos
Brasil

Abraham Weintraub é reeleito como diretor executivo no Banco Mundial por mais dois anos

Covas tem 26%, Russomanno, 20%, e Boulos e França empatam em terceiro, diz Ibope
SÃO PAULO

Covas tem 26%, Russomanno, 20%, e Boulos e França empatam em terceiro, diz Ibope