Gastos presidenciais

Presidência deverá gastar cerca de R$ 15 milhões para alugar 33 veículos

Documento de licitação da Secretaria-Geral mostra que o governo federal pertente gastar até R$ 14.903.316,64 em locação de veículos

Palácio do PlanaltoPalácio do Planalto - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Documento de licitação da Secretaria-Geral mostra que o governo federal pertente gastar até R$ 14.903.316,64 em locação de veículos para serem usados nas regiões Sul e Sudeste. O documento é datado em 24 de novembro deste ano.

A publicação aponta que o valor "abrange a prestação do serviço de locação de veículos, com e sem motorista, para todos os estados das regiões Sul e Sudeste (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo), destinada ao atendimento das atividades administrativas da presidência da República, seus órgãos integrantes, bem como das necessidades de segurança do Gabinete de Segurança Institucional afetas ao presidente e vice presidente da República".

Entre os veículos selecionados estão caminhonetes 4X4, caminhonete 4X2, carros de modelo sedan, van, micro caminhão, ônibus, guincho, veículo para transporte de cadeirante e microônibus.

O valor da licitação será dividido entre as regiões Sul e Sudeste. Para a região Sul, estão previstos gastos de R$ 3.639.696,35. Já a região Sudeste fica com a maior parte, um total de R$ 11.263.620,29.

O documento também explica que "trata-se de serviço comum de caráter continuado sem fornecimento de mão de obra em regime de dedicação exclusiva, a ser contratado mediante licitação, na modalidade pregão, em sua forma eletrônica".

Veja também

Foro privilegiado: entenda as mudanças definidas pelo STF
SUPREMO

Foro privilegiado: entenda as mudanças definidas pelo STF

Boulos diz que serviço funerário de SP virou 'mercado da morte' e promete rever concessão
DECLARAÇÃO

Boulos diz que serviço funerário de SP virou 'mercado da morte' e promete rever concessão

Newsletter