Presidente do ICMBio pede demissão

Presidente deixa o cargo por motivos pessoais

Adalberto Sigismundo Eberhard, ex-presidente da ICMBioAdalberto Sigismundo Eberhard, ex-presidente da ICMBio - Foto: Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

Depois de três meses no cargo, o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Adalberto Sigismundo Eberhard, pediu exoneração. O ICMBio faz parte da estrutura do Ministério do Meio Ambiente.

A exoneração está publicada da edição desta terça-feira (16) do Diário Oficial da União. Em mensagem, Eberhard disse que deixa o comando do instituto por motivos pessoais.

Leia também:
Ministério da Justiça cria comissão para rever política criminal
Ministério Público Federal arquiva caso sobre autoproclamação de José de Abreu
Ministério da Educação: mercado renova expectativas com posse do novo ministro


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles divulgou uma nota na noite da segunda-feira (15) em que “agradece todo o trabalho e dedicação do Sr. Adalberto Eberhard no período em que presidiu o ICMBio, especialmente pela maneira com que tratou os inúmeros desafios encontrados nesse necessário processo de restruturação”.

Veja também

Gilmar suspende inquérito contra desembargador que deu carteirada para não usar máscara
STF

Gilmar suspende inquérito contra desembargador que deu carteirada para não usar máscara

Governo desrespeita prazos, e Lewandowski cobra planos para Manaus e vacinação
Pandemia

Governo desrespeita prazos, e Lewandowski cobra planos para Manaus e vacinação