Política

Presidente do ICMBio pede demissão

Presidente deixa o cargo por motivos pessoais

Adalberto Sigismundo Eberhard, ex-presidente da ICMBioAdalberto Sigismundo Eberhard, ex-presidente da ICMBio - Foto: Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

Depois de três meses no cargo, o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Adalberto Sigismundo Eberhard, pediu exoneração. O ICMBio faz parte da estrutura do Ministério do Meio Ambiente.

A exoneração está publicada da edição desta terça-feira (16) do Diário Oficial da União. Em mensagem, Eberhard disse que deixa o comando do instituto por motivos pessoais.

Leia também:
Ministério da Justiça cria comissão para rever política criminal
Ministério Público Federal arquiva caso sobre autoproclamação de José de Abreu
Ministério da Educação: mercado renova expectativas com posse do novo ministro


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles divulgou uma nota na noite da segunda-feira (15) em que “agradece todo o trabalho e dedicação do Sr. Adalberto Eberhard no período em que presidiu o ICMBio, especialmente pela maneira com que tratou os inúmeros desafios encontrados nesse necessário processo de restruturação”.

Veja também

Gleisi chama artigo de Ciro Nogueira de 'mentiroso' e diz que ministro precisa 'cair na real'POLÍTICA

Gleisi chama artigo de Ciro Nogueira de 'mentiroso' e diz que ministro precisa 'cair na real'

Dos 23 ministros de Bolsonaro, apenas 6 não informaram ter contraído Covid-19; veja listaGOVERNO FEDERAL

Dos 23 ministros de Bolsonaro, apenas 6 não informaram ter contraído Covid-19; veja lista