BRASIL

Produtor bolsonarista depõe em CPI e chama atuação de ONGs de "câmara de gás verde"

Conselheiro criticou política ambiental de Lula em comissão que investiga repasses de recursos federais a ONGs

Marcelo NorkeyMarcelo Norkey - Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Durante a sessão desta terça-feira da CPI das ONGs, que investiga a liberação de recursos federais a organizações não-governamentais, Marcelo Norkey, conselheiro ambiental da área de proteção "Triunfo do Xingu", no Pará, comparou a política conduzida pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o setor com uma "câmara de gás verde". Em suas redes sociais, o depoente costuma compartilhar postagens de integrantes da família Bolsonaro e ironizar movimentos como o dos Sem-Terra.

— (Os ribeirinhos) são vítimas dessa política ambiental. Não sabemos que palavra podem usar ou não, mas é como se fosse uma câmara de gás verde. Essas pessoas foram arrebatadas pela política ambiental que chamamos de "caixa vazia", que é quando a gente compra o produto de outro país, ficamos ansiosos e quando abrimos, não tem nada. Essa é a política ambiental apoiada pelo governo brasileiro — afirmou Norkey na oitiva. — Do jeito que está, quanto mais floresta, mais pobreza. Essa é a realidade da Terra do Meio (unidade de conservação no Pará).

O colegiado, presidido pelo senador Plínio Valério (PSDB-AM), também investiga o uso de recursos recebidos de instituições do exterior e de outros governos, a partir do ano de 2002 até a data de 1º de janeiro de 2023. Segundo o depoimento de Norkey, as entidades tiram proveito da verba destinada pelo Executivo, enquanto a população passa por dificuldades.

Embora já tenha se definido como garimpeiro no passado, Marcelo Norkey se apresenta nas redes sociais, hoje, como "produtor sustentável" e "conselheiro de duas unidades de conservação no Pará”, dizendo lutar "por uma ecologia sem hipocrisia".

Nas postagens, ele costuma ironizar movimentos como o dos sem-terra e replicar publicações do ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e de Jair Bolsonaro e seus filhos, além de compartilhar conteúdo de outros nomes alinhados ao ex-presidente, como os deputados federais Osmar Terra (MDB-RS) e Bia Kicis (PL-DF).

Norkey também já participou de eventos no Instituto General Villas Bôas, que se tornou uma espécie de "think tank" informal do bolsonarismo, como mostrou a colunista do GLOBO Malu Gaspar no ano passado. Na ocasião, palestrou sobre "o extrativismo mineral sustentável", chamado por ele de "um sonho possível".

Veja também

No Ceará, Lula participa de cerimônia do Minha Casa, Minha Vida
PRESIDENTE LULA

No Ceará, Lula participa de cerimônia do Minha Casa, Minha Vida

Senado deve 'regular sem tolher' inteligência artificial; confira a coluna desta quinta (20)
Cláudio Humberto

Senado deve 'regular sem tolher' inteligência artificial; confira a coluna desta quinta (20)

Newsletter