Protesto em Brasília teve carros incendiados e depredações em órgãos públicos

Governo do DF registra cinco ocorrências de dano na PF após manifestação

Paulo CâmaraPaulo Câmara - Foto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

O governo do Distrito Federal informou na noite de hoje (29) que quatro pessoas foram conduzidas à delegacia e cinco ocorrências de dano ao patrimônio foram registradas na Polícia Federal em decorrência do confronto entre a Polícia Militar e manifestantes ocorrido na Esplanada dos Ministérios, no centro de Brasília.

O tumulto começou após a Polícia Militar dispersar o protesto de estudantes que ocupavam o gramado em frente ao Congresso Nacional. A partir de então, os manifestantes seguiram pela Esplanada dos Ministérios em direção ao Museu Nacional e alguns deles depredaram ministérios, como o da Educação, e incendiaram veículos.

Ainda de acordo com o governo do DF, o Corpo de Bombeiros registrou 40 atendimentos, todos casos sem gravidade. A Polícia Militar do Distrito Federal informou que aproximadamente 10 mil pessoas participaram dos propostos contra a Proposta de Emenda à Constituição 55, que impões o limite de gastos públicos pelos próximos 20 anos.

Em nota, o governo do DF disse que a Polícia Militar agiu “dentro dos padrões técnicos para o enfrentamento desse tipo de situação e procurou preservar o patrimônio e a segurança das pessoas” e também informou que as investigações de danos ao patrimônio e ações violentas serão feitas a partir das imagens estão com os órgãos de segurança. O governo repudiou os atos de “vandalismo e barbárie” cometidos durante a manifestação. 

Veja também

A bronca de Petrolina e Juazeiro com a CNN Brasil
Carlos Britto

A bronca de Petrolina e Juazeiro com a CNN Brasil

A expectativa sobre o destino de MDB e PSD em novembro
Edmar Lyra

A expectativa sobre o destino de MDB e PSD em novembro