PSDB define prévias em SP em março e favorece Doria

O calendário era defendido pelo prefeito João Doria, que gostaria de definir a candidatura antes de se deixar a gestão municipal

Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) Governador de São Paulo, João Doria (PSDB)  - Foto: Divulgação

O PSDB de São Paulo anunciou que as prévias para a escolha do candidato a governador ocorrerão em março. Na reunião da executiva paulista do partido na noite desta segunda-feira (19), a votação foi de 16 a 8.

O calendário era defendido pelo prefeito João Doria, que gostaria de definir a candidatura antes de se deixar a gestão municipal. O prazo de desincompatibilização é no início de abril.

Segundo a executiva do PSDB paulista, o primeiro turno das prévias será em 18 de março, e o eventual segundo, no dia 25.

Leia também:
Governador promete apoio ao PSDB e acena a Doria
'Não há pressa', diz Alckmin sobre pré-candidato do PSDB ao Estado
De olho em suceder Alckmin, França intensifica agenda
França chama Russomanno para vice e admite disputar com PSDB


Os três outros pré-candidatos, José Aníbal, Luiz Felipe d'Ávila e Floriano Pesaro, chegaram a articular o adiamento da eleição interna. Se conseguissem efetivar o plano, obrigariam Doria a deixar a prefeitura sem garantia de candidatura.

No entanto, o grupo recuou após aceno do governador Geraldo Alckmin a Doria. Na sexta (16), em entrevista a José Luiz Datena, na rádio Bandeirantes, o tucano afirmou que as prévias para a definição do nome que disputará o governo paulista pelo seu partido "provavelmente ocorrerão agora no mês de março".

No início do mês, Doria pediu que o PSDB antecipasse a realização de prévias.
"Quando mais cedo, melhor. Assim, você estabelece claramente suas alianças e pode organizar melhor a campanha", disse o prefeito, acrescentando que sua participação nessas prévias "não está em discussão".

Veja também

Justiça Eleitoral já registrou mais de 55 mil pedidos de candidaturas
Eleições 2020

Justiça Eleitoral já registrou mais de 55 mil pedidos de candidaturas

Barroso defende trabalho da imprensa no combate à desinformação
STF

Barroso defende trabalho da imprensa no combate à desinformação