PT repreende, mas Lula avaliza encontro entre Ciro e Haddad

Deputado José Guimarães (CE) diz que a reunião ocorreu "sob o impacto da intervenção federal no Rio e do jantar de Ciro com Haddad".

Fernando Haddad será o vice na chapa do ex-presidente LulaFernando Haddad será o vice na chapa do ex-presidente Lula - Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas

O comando do PT desautorizou nesta quinta-feira (22) o ex-prefeito Fernando Haddad a entabular negociações com o pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes. Reunida em São Paulo, a Executiva do partido afirmou que essa foi a iniciativa pessoal de Haddad, que, na noite de terça-feira, jantou com Ciro para discutir o futuro da esquerda no Brasil.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), criticou a atitude de Haddad. Presente, o deputado José Guimarães (CE) diz que a reunião ocorreu "sob o impacto da intervenção federal no Rio e do jantar de Ciro com Haddad".

"Por unanimidade, o PT desautoriza qualquer conversa de plano B", disse Guimarães.
Haddad disse a interlocutores, no entanto, que conta com aval do ex-presidente para articulações.

Leia também:
Aliança entre PT e PSB mais dependente de uma intervenção nacional
Lula se encontra com Renata Campos nesta quinta


Segundo petistas, ele chegou a conversar com Lula ao ser informado sobre críticas de Gleisi. Aliados de Lula afirmam que o ex-presidente deverá acompanhar à distância a movimentação do ex-prefeito, mas consideram difícil que o PT venha a abrir mão de candidatura, caso Lula seja mesmo impedido de concorrer.

Veja também

Em tratamento contra a Covid, ministro da Saúde é internado
BRASÍLIA

Em tratamento contra a Covid, ministro da Saúde é internado

A necessária reestruturação do DEM no Recife
EDMAR LYRA

A necessária reestruturação do DEM no Recife