PT repreende, mas Lula avaliza encontro entre Ciro e Haddad

Deputado José Guimarães (CE) diz que a reunião ocorreu "sob o impacto da intervenção federal no Rio e do jantar de Ciro com Haddad".

Fernando Haddad será o vice na chapa do ex-presidente LulaFernando Haddad será o vice na chapa do ex-presidente Lula - Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas

O comando do PT desautorizou nesta quinta-feira (22) o ex-prefeito Fernando Haddad a entabular negociações com o pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes. Reunida em São Paulo, a Executiva do partido afirmou que essa foi a iniciativa pessoal de Haddad, que, na noite de terça-feira, jantou com Ciro para discutir o futuro da esquerda no Brasil.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), criticou a atitude de Haddad. Presente, o deputado José Guimarães (CE) diz que a reunião ocorreu "sob o impacto da intervenção federal no Rio e do jantar de Ciro com Haddad".

"Por unanimidade, o PT desautoriza qualquer conversa de plano B", disse Guimarães.
Haddad disse a interlocutores, no entanto, que conta com aval do ex-presidente para articulações.

Leia também:
Aliança entre PT e PSB mais dependente de uma intervenção nacional
Lula se encontra com Renata Campos nesta quinta


Segundo petistas, ele chegou a conversar com Lula ao ser informado sobre críticas de Gleisi. Aliados de Lula afirmam que o ex-presidente deverá acompanhar à distância a movimentação do ex-prefeito, mas consideram difícil que o PT venha a abrir mão de candidatura, caso Lula seja mesmo impedido de concorrer.

Veja também

Congresso aprova teto a verba política sem revelar parlamentares beneficiados

Congresso aprova teto a verba política sem revelar parlamentares beneficiados

Bolsonaro passou por oitos partidos desde que iniciou carreira política em 89, relembrePresidente da República

Bolsonaro passou por oitos partidos desde que iniciou carreira política em 89, relembre