Política

PT tenta não perder apoio socialista

Após ofensiva de Ciro, e manifestações favoráveis do PSB ao PDT, lideranças do?PT conversarão com Paulo Câmara

Gleisi voltará a conversar com Paulo Câmara nesta semanaGleisi voltará a conversar com Paulo Câmara nesta semana - Foto: Alesando Dantas / Senado

Após a ofensiva do ex-governador Ciro Gomes (PDT), pré-candidato à Presidência, para obter apoio do PSB, o PT fará movimentos para não perder os socialistas de vista. A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, e o governador Paulo Câmara, vice-presidente nacional do PSB, voltam a se reunir essa semana, em Brasília, para dar sequência às articulações entre os dois partidos.

A cúpula do PT ficou preocupada com a manifestação dos diretórios estaduais do PSB em favor do presidenciável pedetista e com as movimentações dele em relação a Paulo Câmara. Ciro Gomes desembarcou no Recife, na última terça-feira (26), para uma reunião com o socialista, no Palácio do Campo das Princesas, e uma visita de cortesia à ex-primeira-dama Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo Campos, morto em 2014.

Apesar do receio petista, a nota do PSB de Pernambuco “forte e incisiva em favor do PT” acalmou os ânimos. No comunicado, divulgado após a informação de que os socialistas apoiariam o PDT ganhou as ruas, o diretório estadual reiterou que, seguindo a orientação do governador Paulo Câmara, permanece no diálogo com lideranças nacionais e locais de diversos partidos. “Continuaremos a defender, dentro e fora do PSB, uma aliança com o PT, priorizando a candidatura do ex-presidente Lula”, disse.

Leia também:
STF anula buscas em apartamento funcional de Gleisi Hoffmann
Obstáculos à aliança entre petistas e o PSB
PT exige do PSB o que o partido não pode dar
Sobre unir Lula e Ciro, Luciana admite: "Não está fácil"


Este aceno foi recebido pelos petistas como uma “manifestação muito significativa”, embora os integrantes dos dois partidos avaliem que a aliança atualmente esteja mais distante do que em outrora. Alguns petistas já defendem que a liberação dos diretórios estaduais do PSB seja ponto positivo, mas esta não é a visão de Gleisi, que continua querendo uma manifestação de apoio à candidatura do ex-presidente Lula.

Gleisi e membros do Grupo de Tática Eleitoral (GTE) nacional realizam reunião, nesta segunda-feira (02), por videoconferência, com o GTE estadual.

Veja também

Partidos têm até dia 31 para pedir registro de federações partidárias
Eleições 2022

Partidos têm até dia 31 para pedir registro de federações partidárias

Lula reúne aliados para desatar nós e resistências em estados-chave
ELEIÇÕES 2022

Lula reúne aliados para desatar nós e resistências em estados-chave