Publicada portaria que traz medidas de contenção de gastos do governo

Contratos de compra de veículos e imóveis serão suspensos

DinheiroDinheiro - Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Para cortar gastos, o governo estabelece que ficam suspensos, a partir desta quinta-feira (20), novos contratos de compra e aluguel de imóveis e veículos de uso dos agentes públicos. Os acordos que asseguram o transporte do presidente e do vice-presidente da República, contudo, permanecerão inalterados. A portaria foi publicada nesta quinta (20), no Diário Oficial da União.

A locação de máquinas e equipamentos também está suspensa. Imóveis destinados à reforma agrária e aqueles administrados pelo Ministério da Defesa ou pelos comandos das Forças Armadas não serão atingidos pela contenção.

Os pedidos de aluguéis e compras de imóveis e veículos serão analisados e, eventualmente, autorizados pela Secretaria-Executiva do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Com a devida fundamentação, eles serão encaminhados pela Secretaria-Executiva da pasta à qual o órgão está vinculado.

No requerimento, deverão constar ainda os gastos previstos até o término do exercício. O prazo para o envio é 30 de novembro de 2017.

Segundo a portaria, a locação de veículos, máquinas e equipamentos poderá ser autorizada em casos de excepcional urgência ou relevância. A instrução é de que a autoridade máxima do órgão interessado nos bens formalize a autorização.

Veja também

Lula foi diagnosticado com Covid-19 e fez quarentena em Cuba
Coronavírus

Lula foi diagnosticado com Covid-19 e fez quarentena em Cuba

Cidadania recorre de decisão que barrou processo de expulsão de deputado que apalpou colega
Assédio

Cidadania recorre de decisão que barrou processo de expulsão de deputado que apalpou colega