CPI do MEC

Randolfe diz que vai recorrer ao STF se Pacheco não fizer leitura de CPI até amanhã

Presidente do Senado disse em reunião de líderes que abrirá comissão de inquérito, mas ponderou que maioria dos líderes querem que isso aconteça só após eleição

Senador Randolfe Rodrigues (Rede)Senador Randolfe Rodrigues (Rede) - Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) não faça a leitura do requerimento da CPI do MEC até quarta-feira (6).

Esse é um dos passos para dar seguimento a comissão que pretende investigar suspeitas de corrupção da gestão de Milton Ribeiro no Ministério da Educação. Após a leitura da Comissão Parlamentar de Inquérito, que deve ser feita no plenário da Casa, os líderes partidários do Senado podem indicar os parlamentares para o colegiado, para que os trabalhos se iniciem.

"Eu aguardarei até amanhã a leitura do requerimento para a instalação da CPI do MEC. Caso não ocorra, não restará, lamentavelmente, à oposição outra alternativa a não ser recorrer ao Supremo Tribunal Federal", disse Randolfe, após a reunião de líderes.

Veja também

TSE começa a julgar aplicação da lei de proteção de dados nas eleições
Justiça

TSE começa a julgar aplicação da lei de proteção de dados nas eleições

Ministro Edson Fachin participa de última sessão no comando do TSE
Justiça

Ministro Edson Fachin participa de última sessão no comando do TSE