Caruaru

Raquel “herda” déficit de R$ 138 milhões em Caruaru

O documento chama à atenção para a quantidade de contratos temporários em outubro passado

Tucana: caos na previdência e na folha de pagamentoTucana: caos na previdência e na folha de pagamento - Foto: Arthur Mota /Arquivo Folha

 

A equipe de transição da prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), apresentou, na última segunda-feira (23), o relatório de como a tucana recebeu a gestão do ex-prefeito José Queiroz (PDT). Os dados mostram um débito de R$ 51 milhões na CaruaruPrev, regime de previdência municipal, e R$ 52 milhões no regime geral, o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Além disso, a atual gestão identificou R$ 35,8 milhões de restos a pagar. No total, a dívida é de R$ 138,8 milhões.

Folha
Outro problema detectado foi o gasto com folha de pagamento. Ao final de 2016, segundo o relatório, havia um comprometimento de 50,99% da receita com despesas com pessoal, ou seja, acima do limite de alerta (48,60%), de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O limite máximo é de 54%. O documento chama à atenção para a quantidade de contratos temporários em outubro passado, de 5.412, o que correspondia a 62% do total, enquanto o de efetivo no mesmo período era de 2.585 pessoas.

A comissão disse que a gestão de Queiroz, que apoiou a tucana no segundo turno, não aplicou o percentual mínimo de 25% em Educação nos últimos quatro anos, como previsto pela Constituição, tendo empregado apenas 17,18% na área. Além disso, o relatório verificou problemas em serviços essenciais, como de coleta de lixo, iluminação pública, fornecimento de água por carros-pipa e de merenda, fardamento e material. Nestes casos, os contratos estavam irregulares ou não existiam.

 

Veja também

Lira defende fundão e diz que, sem verba pública, campanhas podem ser bancadas por milícia e tráfico
Fundão eleitoral

Lira defende fundão e diz que, sem verba pública, campanhas podem ser bancadas por milícia e tráfico

Governo usa imagem de homem armado para homenagear agricultores e gera críticas nas redes
Governo federal

Governo usa imagem de homem armado para homenagear agricultores, é criticado e apaga post