Caruaru

Raquel Lyra anuncia sua equipe

Atualmente, a prefeitura tem 18 secretarias, número que deverá ser reduzido.

A cerimônia será realizada no WA?Hotel, em CaruaruA cerimônia será realizada no WA?Hotel, em Caruaru - Foto: Arthur Mota /Arquivo Folha

 

A deputada estadual e prefeita eleita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), anuncia hoje a equipe de secretários que irão compor a administração do Executivo caruaruense, a partir do próximo ano. A cerimônia será realizada no WA Hotel, anexo ao Caruaru Shopping, a partir das 10h. O anúncio da equipe de deveria ter sido realizado ontem, mas foi adiado.

Após a diplomação de Lyra, no dia 18, se especulou que ela pudesse divulgar os nomes dos secretários ainda na semana passada, o que não ocorreu. Atualmente, a prefeitura tem 18 secretarias, número que deverá ser reduzido.
Alguns dos nomes especulados para assumirem pastas no secretariado são o da médica e ex-secretária de Saúde de Pernambuco, Ana Maria Albuquerque, para a secretaria de Saúde, do ex-vereador Diogo Cantarelli (PSDB), para a Agricultura, e do ex-chefe de gabinete do ex-governador João Lyra (PSDB), Rubens Junior, para a secretaria de Governo.
Na última sexta-feira, a Câmara de Caruaru, em sua última sessão neste ano, aprovou o aumento dos salários dos novos secretários do município, que passaria de R$ 9 mil para R$ 12 mil no próximo ano. O projeto foi proposto pela Mesa Diretora há uma semana, durante a penúltima sessão da Câmara, e gerou po­lêmica entre a população, sendo alvo de protestos durante sua votação.

O atual prefeito José Queiroz (PDT) falou publicamente de sua opção por não sancionar a lei. Deste modo, o reajuste poderá ser sancionado no próximo ano por Raquel Lyra. Mas, caso expire os 15 dias contados de quando Queiroz recebeu o projeto, a matéria volta para a Câmara, que pode sancioná-lo.
Por meio de nota, Raquel Lyra e seu vice, Rodrigo Pinheiro (PSDB), comunicaram que não receberiam o reajuste previsto inicialmente no projeto. Entretanto, a Câmara optou por não aprovar nenhum aumento para o salário do prefeito e vice, que permanecerão no valor de R$ 16 mil e R$ 8 mil respectivamente. Raquel Lyra poderá optar pelo salário de procuradora do Estado, que soma R$ 24.610,00 brutos e R$ 16.302,91 líquidos.

 

Veja também

MDB será alvo de novo embate pelo comando da sigla
Edmar Lyra

MDB será alvo de novo embate pelo comando da sigla

Ala do PSB resiste à recomposição e vê Miguel Coelho como melhor adversário
Folha Política

Ala do PSB resiste à recomposição e vê Miguel Coelho como melhor adversário