“Reencontro histórico”, mas com alguns ruídos

Apesar dos afagos, nos bastidores, o comentário é que espaço dado a Raul Henry não foi bem recebido

Na visita à Petrolina, Paulo (C) e Miguel (E) enfatizaram reaproximação entrea  administração  estadual e municipalNa visita à Petrolina, Paulo (C) e Miguel (E) enfatizaram reaproximação entrea administração estadual e municipal - Foto: Wagner Ramos/divulgação

O governador Paulo Câmara (PSB) cumpriu extensa agenda em Petrolina, no Sertão do São Francisco, ontem, ao lado do prefeito Miguel Coelho (PSB), em seu primeiro mês à frente do Executivo municipal. A agenda ocorre em meio aos rumores de que existem ruídos na relação entre o chefe do Executivo municipal e o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), devido o fato do parlamentar não ter sido consultado sobre a escolha do novo titular da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, que acabou ficando com o vice-governador Raul Henry (PMDB).

A opção causou incômodo em uma ala do PSB, que teme a força conquistada pelos peemedebistas no Palácio do Campo das Princesas. Apesar dos ruídos, o governador Paulo Câmara e o prefeito Miguel Coelho mostraram afinidade na série de agendas.

O chefe do Executivo anunciou um pacote que inclui a construção de novas escolas em tempo integral, quatro quadras cobertas, lançamento do programa Chapéu de Palha, barragens e obras para ampliação do esgotamento sanitário.

A agenda foi anunciada como um "reencontro histórico entre as administrações estadual e municipal". Nos últimos oito anos, o Executivo municipal foi comandado pelo ex-prefeito Julio Lóssio (PMDB), nos últimos oito anos. Mesmo o gestor integrando a sigla do vice-governador Raul Henry, Lóssio se manteve distante do Governo Eduardo Campos e ensaiou uma aproximação com Paulo Câmara, mas esta não passou da relação institucional.

Em seu discurso, Miguel Coelho acusou o antecessor de afastar a cidade do Governo do Estado "por briga política". "A vinda do governador é muito simbólica. Tinha muito tempo que Petrolina perdia investimento por causa de uma birra, por briga política. Esse tempo passou, a gente está preocupado em fazer mais e melhor", afirmou.

O gestor ainda rebateu os críticas feitas ao governador. "Aqueles que querem colocar gosto ruim que falam que o Governo do Estado é 'virado para o mar' esse número (de anúncios) é a resposta certa para mostrar que Pernambuco está no rumo certo", respondeu.

Já o governador Paulo Câmara reforçou que manterá as parcerias com Miguel Coelho e que voltará em breve para anunciar mais investimentos na cidade. "Sabemos que a educação precisa continuar avançando, a agricultura familiar ser fortalecida, precisamos atrair empresas, entre outras ações. É com unidade que Pernambuco vai avançar. Agora, espero voltar muitas vezes a Petrolina para fortalecer as parcerias com o prefeito Miguel", discursou. 

 

Veja também

Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

Senador Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadriciclo no Ceará e lesiona o ombro
Política

Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadricíclo no Ceará