A-A+

Reforma política é adiada para semana que vem

Após a votação de um destaque do PT, o presidente Rodrigo Maia encerrou os trabalhos

Plenário da Cãma dos DeputadosPlenário da Cãma dos Deputados - Foto: Antonio Augusto / Câmara dos Deputados

O Plenário da Câmara do Deputados adiou, mais uma vez, a votação da PEC da reforma política. O decumento só voltará a ser analisado em Plenário na próxima semana. Nesta quarta-feira (23), o plenário aprovou, por 441 votos a 1, o destaque do PT e retirou da PEC da reforma política (Proposta de Emenda à Constituição 77/03) o dispositivo que vinculava 0,5% da receita corrente líquida (RCL) ao fundo público para campanhas eleitorais.

Entretanto, ainda falta votar o restante do texto que cria o fundo. Segundo a ordem estabelecida, isso ocorrerá depois da votação do sistema eleitoral.

Leia também
Câmara adia mais uma vez votação e pode enterrar reforma política


Após a votação, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, encerrou os trabalhos devido ao término da duração da sessão e convocou outra para análise da Medida Provisória 777/17, que extingue a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) e cria a Taxa de Longo Prazo (TLP) para financiamentos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Veja também

Metade dos brasileiros diz acreditar que Bolsonaro pode dar golpe
Bolsonaro

Metade dos brasileiros diz acreditar que Bolsonaro pode dar golpe

PT turbina estrutura de comunicação mirando eleição de 2022
Eleições 2022

PT turbina estrutura de comunicação mirando eleição de 2022