Rosa Weber relatará ações contra PT e PP no TSE; processo contra PMDB é de Fux

A investigação é baseada nas delações premiadas de investigados na Operação Lava Jato

Ministra do STF Rosa WeberMinistra do STF Rosa Weber - Foto: Dorivan Marinho/SCO/STF

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sorteou nesta quarta-feira (8) a relatoria das ações que tratam da investigação das contas das campanhas do PP, PT e PMDB. Conforme o resultado do sorteio eletrônico feito no final da tarde, a ministra Rosa Weber vai relatar as ações contra o PT e PP e Luiz Fux ficará responsável pelos processos contra o PMDB.

A investigação é baseada nas delações premiadas de investigados na Operação Lava Jato. Se comprovadas as acusações de recebimento de propina disfarçada de doações eleitorais declaradas oficialmente, as legendas podem ter o registro na Justiça Eleitoral cancelado e ficarão impedidas de disputar as eleições.

Em agosto do ano passado, a investigação contra os partidos foi aberta por determinação da ministra Maria Thereza de Assis Moura, ex-corregedora. Apesar de sugerir a investigação, a ministra pediu ao plenário que os processos sejam distribuídos livremente entre os demais ministros, por entender que a questão não deve ser analisada somente pelo corregedor.

A discussão sobre a relatoria estava paralisada desde o ano passado por um pedido de vista da ministra Luciana Lossio. Na sessão de ontem (7), a ministra votou pela livre distribuição entre os integrantes e julgamento foi encerrado com placar de 5 votos a 2 a favor da distribuição das ações para os demais integrantes no TSE.

Veja também

Braga Netto prega união contra iniciativas de desestabilização
Política

Braga Netto prega união contra iniciativas de desestabilização

Covid-19: Em reunião com ministro da Saúde, Patriota pede coordenação e planejamento
Pandemia

Covid-19: Em reunião com ministro da Saúde, Patriota pede coordenação e planejamento