PANDEMIA

Sem tomar vacina e com Covid-19, Mario Frias desfalca missão nos EUA sobre audiovisual

Secretário da Cultura não tomou nenhuma das doses da vacina contra novo coronavírus; sem sintomas, ele afirma que está em casa

Secretário especial da Cultura, Mario FriasSecretário especial da Cultura, Mario Frias - Foto: Reprodução

O Secretário Especial da Cultura (Secult) do governo federal, Mario Frias, informou nesta quarta-feira (19) que testou positivo para a Covid-19. Ele está em casa, sem sintomas.

Frias viajaria quarta-feira (19) para Los Angeles para participar de reuniões sobre audiovisual. Seria sua segunda missão internacional sobre o tema sem a presença de representantes do setor ou da Agência Nacional do Cinema (Ancine). A Secretaria de Cultura informou que a comitiva, da qual faz parte André Porciúncula, secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, viajará sem Frias.

Um texto divulgado pela pasta afirma que o secretário, de 50 anos, vai cumprir o "protocolo de recuperação indicado pelo Ministério da Saúde" - que inclui o chamado "tratamento precoce" defendido por Bolsonaro e sua base, já desacreditado por especialistas. Frias disse que não se vacinou contra a Covid-19 e que também não pretende se imunizar.

Ao G1, Frias disse à reportagem que acredita que esta é a segunda vez que testou positivo para a doença. De acordo com o secretário, em março de 2020, ele teve Covid-19, mas não chegou a realizar o teste que confirmaria o diagnóstico.

Em 19 de dezembro, Frias chamou o passaporte de vacinação no Rio de Janeiro de "porcaria criminosa" ao relatar que a mulher e a filha teriam sido "expulsas" de um hotel no Rio de Janeiro.

Veja também

Prefeitura intensifica vacinação contra gripe e sarampo no Shopping Boa Vista
Recife

Prefeitura intensifica vacinação contra gripe e sarampo no Shopping Boa Vista

Presidenciáveis não aprofundam debate sobre aborto, dominado por aspecto religioso e moral
Eleições 2022

Presidenciáveis não aprofundam debate sobre aborto, dominado por aspecto religioso e moral