Senado aprova texto e histórico pode agravar pena por crime ambiental

O texto seguirá para a Câmara dos Deputados, desde que não seja apresentado recurso para votação no plenário da Casa

SenadoSenado - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Em decisão terminativa, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (16) o projeto de lei (PL) 553/2019, no qual os antecedentes de uma empresa poderão ser determinantes em um julgamento de crimes ambientais. O texto seguirá para a Câmara dos Deputados, desde que não seja apresentado recurso para votação no plenário da Casa.

A proposta acrescenta à Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605 de 1998) considerações sobre os antecedentes da empresa autuada por delitos na área.

Leia também:
Senado aprova partilha de recursos do megaleilão do pré-sal
Senado aprova MP que acaba com prazo de inscrição no Cadastro Ambiental Rural


“Defendo que a lei considere se a empresa tinha boas práticas de gestão ambiental, se observava os procedimentos legais, se realizava auditorias periódicas e se punia os seus funcionários envolvidos em infrações ambientais. Isso é fundamental para o juiz graduar sua decisão”, disse o autor da proposta, senador Styvenson Valentim (Podemos-RN).

Veja também

Para blindar governo, Bolsonaro emplaca aliados em comissões estratégicas no Senado
Governo Federal

Para blindar governo, Bolsonaro emplaca aliados em comissões estratégicas no Senado

Bolsonaro diz que, se comprar vacina da Pfizer, vai mostrar as cláusulas do contrato
Coronavírus

Bolsonaro diz que, se comprar vacina da Pfizer, vai mostrar as cláusulas do contrato