VOTAÇÃO

Senado suspende dívida do Rio Grande do Sul com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução

Rio Grande do Sul após enchentesRio Grande do Sul após enchentes - Foto: Mauricio Tonetto/ Secom

Os senadores aprovaram nesta quarta-feira (15) a suspensão do pagamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União pelo prazo de três anos.

O projeto de lei complementar (PLP 85/2024) havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados nessa terça-feira (24). Com o aval dos senadores, o texto segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

A proposta foi enviada ao Congresso Nacional pelo governo federal.

O estoque da dívida do estado com a União está em cerca de R$ 100 bilhões atualmente e, com a suspensão das parcelas, deixará de pagar R$ 11 bilhões nas parcelas.

O projeto de lei prevê que os recursos que o Rio Grande do Sul deveria pagar à União sejam depositados em um fundo contábil com aplicação exclusiva em ações de reconstrução da infraestrutura do estado. Já o perdão dos juros da dívida, de 4% ao ano, gerará uma economia de cerca de R$ 12 bilhões aos cofres do estado.

A mudança na legislação irá beneficiar não somente o Rio Grande do Sul, mas qualquer ente federativo que decretar estado de calamidade pública em razão de eventos climáticos extremos.

Veja também

Área técnica do TCU diz que Lula pode ficar com relógio de R$ 60 mil
BRASIL

Área técnica do TCU diz que Lula pode ficar com relógio de R$ 60 mil

Pesquisas sinalizaram a vaia dos prefeitos a Lula; confira a coluna desta quarta (22)
CLÁUDIO HUMBERTO

Pesquisas sinalizaram a vaia dos prefeitos a Lula; confira a coluna desta quarta (22)

Newsletter