A-A+

Senador Randolfe recebe ameaça e vai à polícia

O parlamentar recebeu telefonemas em seu gabinete e mensagens de WhatsApp de pessoas que o atacavam por sua posição contrária ao decreto de armas

Senador Randolfe RodriguesSenador Randolfe Rodrigues - Foto: Lula Marques/ Agência PT

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) vai registrar um boletim de ocorrência em Brasília, nesta quinta (13) para comunicar que está sofrendo ameaças de morte.

O parlamentar recebeu telefonemas em seu gabinete e mensagens de WhatsApp de pessoas que o atacavam por sua posição contrária ao decreto de armas do presidente Jair Bolsonaro.

Em uma das ligações, uma pessoa que se identificava como militar disse, segundo a equipe de Randolfe, que "é fácil ser contra o decreto de armas sendo que ele anda com seguranças armada".

Em outra chamada, a pessoa disse: "Eu desafio o senador a sair na rua sem os seguranças armados".

No WhatsApp, um cidadão que disse: "Nós, profissionais de segurança privada, estamos nos comunicando com colegas do Amapá para comunicar seu posicionamento contra o porte de armas".

E dizia que, quando o senador fosse ao Rio "para participar de festinhas noturnas", seria recebido com "caixas de ovos".

Veja também

Ao saber do resultado, Bolsonaro diz que perguntou a Queiroga se iria usar 'outro medicamento'
COVID-19

Ao saber do resultado, Bolsonaro diz que perguntou a Queiroga se iria usar 'outro medicamento'

Bolsonaro diz que Forças Armadas não cumpririam suas eventuais ordens absurdas
Bolsonaro

Bolsonaro diz que Forças Armadas não cumpririam suas eventuais ordens absurdas