Política

"Senhor, arrebenta a mandíbula do Lula": Dino quer investigação da PF contra pastor

Ao lado do deputado federal bolsonarista Nikolas Ferreira, evangélico Anderson Silva pediu que fiéis orem para Deus "matar seus inimigos"

Flavio Dino, durante sessão no SenadoFlavio Dino, durante sessão no Senado - Foto: Cristiano Mariz/O Globo

O ministro da Justiça, Flávio Dino (PCdoB), afirmou que vai acionar a Polícia Federal para investigar um pastor evangélico por incitação à violência contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em um programa de podcast gravado em 15 de maio, ao lado do deputado federal bolsonarista Nikolas Ferreira (PL-MG), o pastor Anderson Silva disse que os evangélicos deveriam orar para Deus "quebrar a mandíbula do Lula" e "matar seus inimigos". O trecho do vídeo voltou a circular nas redes sociais nos últimos dias.

— Talvez a gente não está orando na intensidade da fé. O guerreiro é Deus, Ele é capaz de destruir o imperador da Terra. Falta essas orações imprecatórias dos salmistas: "Senhor, mata meus inimigos, quebra os dentes dos meus inimigos". Falta a gente orar assim: "Senhor, arrebenta a mandíbula do Lula" — declarou.

Na sexta-feira, Dino compartilhou o trecho da entrevista em sua conta do Twitter e citou um trecho bíblico para dizer que a incitação à violência é anticristã e criminosa.

"Está na Bíblia a lição de Jesus Cristo, o Príncipe da Paz: 'Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus!' (Mateus 5:9) A frase que incita violência é anticristã. E criminosa, por isso mandarei hoje para a Polícia Federal", escreveu o ministro.

Na manhã deste sábado (17), Dino voltou a falar do assunto ao compartilhar uma mensagem de amor ao próximo do Papa Francisco. O ministro escreveu: "Cuidar do próximo, não 'quebrar mandíbulas'. O cristão tem que ler, entender e aplicar a mensagem de JESUS CRISTO".

Silva reagiu. No Instagram, ele disse não ter medo de Dino e que continuará orando para que "todos vocês sejam nocauteados por Deus".

"Achas que terei algum medo de vocês por colocarem uma instituição séria como a Polícia Federal como se fossem teus office boys? Me poupe! @flaviodino Quer me impedir de orar? Continuarei orando para que todos vocês sejam nocauteados por Deus. Um dia virã o grande dia! Deus fará justiça contra os infieis!", escreveu o pastor.

Nikolas também reagiu. No Twitter, ele afirmou que Dino "virou fiscalizador teológico" e que a Justiça "quer decidir o que é pecado ou não". Nas redes sociais, bolsonaristas começaram a resgatar declarações polêmicas de personalidades da esquerda para tentar associar o discurso de ódio aos adversários.

Veja também

Lula deve se encontrar com Papa Francisco e falar de combate à fome e transição energética
PRESIDENTE LULA

Lula deve se encontrar com Papa Francisco e falar de combate à fome e transição energética

Centrão pode emplacar Dr. Luizinho na Saúde; confira a coluna desta sexta (14)
CLÁUDIO HUMBERTO

Centrão pode emplacar Dr. Luizinho na Saúde; confira a coluna desta sexta (14)

Newsletter