A-A+

Sergio Moro não reconhece autenticidade de mensagens de site

Em nota publicada neste sábado (15), o ministro Sergio Moro reitera que o material foi obtido de maneira criminosa

Ministro da Justiça Sergio MoroMinistro da Justiça Sergio Moro - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da da Justiça e Segurança Pública divulgou nota à imprensa, neste sábado (15), na qual afirma que o ministro Sergio Moro “não reconhece a autenticidade e não comentará supostas mensagens de autoridades públicas colhidas por meio de invasão criminosa de hackers e que podem ter sido adulteradas e editadas”.

A nota do ministério reitera “a necessidade de que o suposto material, obtido de maneira criminosa, seja apresentado a autoridade independente para que sua integridade seja certificada”.

Leia também:
Moro diz que pode ter cometido um 'descuido formal'
Bolsonaro diz 'não ver maldade' nos diálogos de Moro com Deltan Dallagnol

O site The Intercept Brasil publicou às 21h38 do sábado (14) trecho de suposto chat privado na plataforma de mensagens instantâneas Telegram, em 10 de maio de 2017, quando o então juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal do Tribunal de Justiça do Paraná, teria sugerido ao então procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima distribuir nota à imprensa para rebater afirmações da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, após o depoimento do ex-presidente da República no caso do triplex do Guarujá, em investigação pela Operação Lava Jato.

Veja também

Super partido deve receber filiações no Estado inteiro
Carlos Britto

Super partido deve receber filiações no Estado inteiro

CPI da Covid ouve advogada dos médicos que denunciaram Prevent Senior à comissão
Prevent Senior

CPI da Covid ouve advogada dos médicos que denunciaram Prevent Senior à comissão