Sileno vê gente querendo 'pegar carona' no xadrez de 2020

O dirigente falou em entrevista à Rádio Folha FM 96,7

"É preciso estar atento às mudanças. As regras estão postas e precisam ser bem compreendidas”, destaca Sileno Guedes, presidente estadual do PSB."É preciso estar atento às mudanças. As regras estão postas e precisam ser bem compreendidas”, destaca Sileno Guedes, presidente estadual do PSB. - Foto: Paullo Allmeida

Presidente estadual do PSB, Sileno Guedes realça que o partido, mirando 2020, faz "a conta da frente". Leia-se: "A gente quer ganhar, mas quer que os partidos da Frente Popular se fortaleçam e cresçam junto". Com base nessa tese, o dirigente defende o jogo "do ganha ganha". E reforça: "Todo partido tem obrigação de colocar o seu time em campo". Faz a ponderação se referindo às acomodações para a eleição do ano que vem nos municípios. Argumenta que é comum ter os partidos da Frente Popular disputando entre si. E assegura: "Isso não compromete nossa unidade maior". Cita o MDB como exemplo: "Você disputar com o MDB não significa dizer que ele está rompendo com a Frente Popular". Usa o exemplo de Afogados da Ingazeira, onde o MDB filiou, recentemente, Totonho Valadares e o PSB tem o prefeito José Patriota, presidente da Amupe. Sileno, então, crava: "O movimento, em Afogados da Ingazeira, não foi movimento do MDB contra o PSB". Registra que já conversou com Raul Henry, presidente estadual dos emedebistas, por mais de uma vez sobre os municípios.

A filiação de Totonho se deu nas presenças de Henry e do senador Fernando Bezerra Coelho, que é adversário do PSB. Indagado sobre como o PSB administra essa atuação de FBC no MDB, Sileno pondera: "O senador tem uma função na comissão executiva do MDB". Anota ainda que FBC é um "animal político" e está "fazendo o papel dele de procurar ampliar seus espaços". Ainda sobre o caso de Afogados da Ingazeira, define assim: "O quadro que se filiou ao MDB, indiscutivelmente, é um quadro político histórico dentro do município". E arremata: "Esse movimento é estritamente municipal e, de vez em quando, tem gente que quer pegar carona nisso".


Governadores N/NE x S/SE
Parlamentares têm definido a questão como um "imbróglio". Acenderam sinal de alerta. Referem-se aos recursos da chamada cessão onerosa. O impasse se dá entre governadores do Norte e Nordeste e do Sul e Sudeste. Os primeiros defendem regras de divisão dos recursos via critérios do FPE e FPM. Os gestores do Sul e Sudeste estão se mobilizando em prol de formato diferente.
Contraofensiva > Na Câmara, deputados atuam para alterar os critérios de distribuição. A saída seria incluir, na mesma PEC, o pagamento de R$ 4 bilhões de compensações pela Lei Kandir. Na última segunda, os governadores do Nordeste pediram a Maia que a Câmara vote a PEC adotando critérios elaborados pelo Senado.
Paulo no papo... > Partiu de Raul Jungmann o convite para que o apresentador Luciano Huck palestrasse no REC’n’Play ontem. Ao ex-ministro, Huck comentou ter tido uma boa impressão do governador Paulo Câmara. Os dois se encontraram em Singapura em agenda promovida pela Fundação Lemann.
...com Huck > Jungmann atua, hoje, como consultor na área de Relações Institucionais do Porto Digital. Huck comentou que chegou a marcar café da manhã com Paulo Câmara, mas acabou não sendo possível por conta das gravações. No Recife, Huck aproveitou para gravar para seu programa em Nova Descoberta.
Proteção... > O Projeto de Lei 715/2019, de autoria da deputada federal Marília Arraes, foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família, na Câmara dos Deputados, por unanimidade.
...para elas > A proposta prevê atendimento preferencial às mulheres que sofreram algum tipo de violência psicológica ou física no SUS e também garante cirurgia plástica reparadora às vítimas que tiveram algum dano na integridade física ou estética. O Projeto segue para a Comissão de Finanças e Tributação (CFT).

Veja também

Jair Bolsonaro comunicou a ministros da corte que indicará Kassio Nunes para o tribunal
justiça

Jair Bolsonaro comunicou a ministros da corte que indicará Kassio Nunes para o tribunal

Escolha de ministros para STF tem semelhanças com indicação de juiz para Suprema Corte dos EUA
política

Escolha de ministros para STF tem semelhanças com indicação de juiz para Suprema Corte dos EUA