A-A+

Socialistas já cobram reunião do diretório em sinal de divergências

Há quem, nas coxias, questione o fato de o diretório não ter sido ouvido

parlamentares cobram, nas coxias, nova reunião do diretório nacional. Última que tomou posição sobre Reforma da Previdência foi em abrilparlamentares cobram, nas coxias, nova reunião do diretório nacional. Última que tomou posição sobre Reforma da Previdência foi em abril - Foto: Chico Ferreira//Divulgação

Ainda em abril, ao fechar questão contra o texto da Reforma da Previdência encaminhado pela CCJ, o PSB, ao emitir documento, registrara o seguinte: “A resolução prevê que o Diretório Nacional voltará a se reunir para apreciar o relatório sobre a PEC nº 6/2019 quando for apresentado na Comissão Especial”. A referida mensagem foi uma forma de deixar margem para os governadores, cuja intenção era debater o tema, mediante extinção de alguns pontos. Detalhe: o governador Paulo Câmara não participou da reunião. Renato Casagrande, do Espírito Santo, ao representar os gestores socialistas, fez, ali, uma defesa no sentido de que o partido não adotasse posição tão radical, de forma que os governadores não ficassem desconfortáveis mais adiante. Na semana passada, o PSB junto com os principais partidos de esquerda oficializou voto contra o relatório da Reforma. A reunião que resultou em tal medida ocorreu na sede do PSB. Com isso, o texto do deputado Samuel Moreira teria, em tese, 11 votos contrários, de PT, PSB, PDT, PSOL e PCdoB.

Em entrevista recente à Rádio Folha, o deputado João Campos explicou que essa última definição não se tratou de um encaminhamento do Diretório Nacional do PSB: “Foi uma reunião das oposições, onde o presidente do partido, de forma legitima, assinou junto com outros partidos que discorda desse relatório. No ninho socialista, no entanto, há quem, nas coxias, questione o fato de o diretório não ter sido ouvido. “Os governadores foram ouvidos?”, questiona um dos parlamentares, em reserva, frisando que o Diretório deveria ter sido convocado. Se a bancada do PSB parece mais confortável em fechar questão, os chefes de executivos estaduais seguem reconhecendo a importância da realização da reforma, o que anda gerando dissidências internas, que ficam mais nítidas nos bastidores.

 

Um querido do Estado

O governo Paulo Câmara conquistou um aliado que tem sido definido por auxiliares do governador como “bastante republicano” na Esplanada dos Ministérios. Ideologias partidárias à parte, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, tem sido apontado como alguém que tem ajudado a gestão socialista a avançar nas agendas que dependem de recursos federais para obras.

Sinal... > Entre os suportes reconhecidos pela gestão Paulo Câmara estão: a dragagem do Porto do Recife e a reforma do Cais. As referidas obras estão orçadas em R$ 90 milhões e aguardam orçamento da União há mais de dois anos. Em reunião há alguns dias com o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, o ministro garantiu a liberação de até R$ 50 milhões .
...verde > O assoreamento dos berços de atracação do ancoradouro tem dificultado a atração de novas cargas. A obra de dragagem garante a manutenção de cargas já tradicionais no Porto, como grãos, fertilizantes, açúcar e cevada, entre outros.
Roda de... > Coordenador nacional da Campanha Lula Livre, o jornalista Breno Altman, criador do site de notícias Opera Mundi, hospedado no Uol, estará no Recife hoje, apresentando informações sobre a campanha no Brasil e no exterior.
...conversa > Breno deve fazer uma análise da conjuntura após o vazamento dos diálogos de Sérgio Moro. A roda de conversa começa às 18h, hoje, no Armazém do Campo, do MST (estabelecimento recém-lançado, que comercializa produtos agroecológicos e conta com café e espaço para leitura).
Antiguidade > A Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco, uma das entidades canavieiras mais antigas do Brasil, será homenageada na Alepe hoje, em função dos seus 75 anos de fundação. A iniciativa é do deputado Henrique Queiroz Filho.

Veja também

Morre aos 67 anos Carlos Neder, ex-deputado e fundador do PT
Luto

Morre aos 67 anos Carlos Neder, ex-deputado e fundador do PT

Encontro com Alckmin, França, Kassab e Skaf tem gritos de 'tchau, Doria' e críticas ao governador
São Paulo

Encontro com Alckmin, França, Kassab e Skaf tem gritos de 'tchau, Doria' e críticas ao governador