política

STJ determina que Joice Hasselmann pague R$ 40 mil em indenização a vice-governadora do Piauí

A deputada do PSL também deverá pagar até 20% do valor da condenação em honorários advocatícios

deputada Joice Hasselmann (PSL- SP)deputada Joice Hasselmann (PSL- SP) - Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou nesta terça-feira (24) que a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) indenize a vice-governadora do Piauí, Regina Sousa, em R$ 40 mil por tê-la insultado em agosto de 2016.

A deputada do PSL também deverá pagar até 20% do valor da condenação em honorários advocatícios.

A ação por danos morais havia sido julgada improcedente em primeira instância, mas a vice-governadora recorreu ao STJ. Ela alegou que foi ofendida e insultada quando era senadora e discursou a favor de Dilma Rousseff no dia do impeachment.

Credenciada como jornalista para acompanhar a sessão, Joice narrou os fatos ao vivo e, durante o discurso de Regina Sousa, disse que ela era "cretina", "anta", "gentalha", "mentirosa" e "vergonhosa".

"É uma semi-analfabeta que está falando um monte de asneira. É uma coisa estúpida. Ela consegue ser pior que a Fátima Bezerra, que falou antes dela. Eu vou mostrar para você a semianalfabeta aqui falando. Dá uma olhadinha", disse Joice em determinado momento.

Em sua decisão, o ministro Luis Felipe Salomão afirma que o direito à crítica e à liberdade de expressão foram invocados pela defesa da parlamentar como "escudo" para acobertar o que, na verdade, foram ofensas em prejuízo à dignidade.

"A postura revelada pela ré não se coaduna com os ideais de uma sociedade fundada na dignidade das pessoas e no respeito mútuo e convivência social pacífica, distanciando-se, tal conduta, do ambiente livre e democrático que a Constituição Federal de 1988 procurou garantir ao preconizar a liberdade de expressão e de manifestação", escreve o ministro.

"As adjetivações de que se valeu a recorrida, a pretexto de referirem-se a momento histórico de interesse nacional, ao revés, traduzem expressões moralmente ofensivas, superando os limites da crítica e da opinião, notadamente em razão da intensidade dos termos", segue Salomão.

Veja também

Centrão vira fiel da balança sobre permanência de Pazuello na Saúde
Saúde

Centrão vira fiel da balança sobre permanência de Pazuello na Saúde

Entidades católicas e evangélicas apresentam pedido de impeachment contra Bolsonaro
Governo Federal

Entidades católicas e evangélicas apresentam pedido de impeachment contra Bolsonaro