Supremo julga habeas corpus preventivo para evitar prisão de Lula

Julgamento será decisivo para o ex-presidente, que terá condenação por tríplex julgado na próxima segunda

Ex-presidente LulaEx-presidente Lula - Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga desde as 14h desta quinta-feira (22) habeas corpus no qual a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta impedir eventual prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal.



O julgamento será decisivo para Lula em função da confirmação de que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, deverá julgar na próxima segunda-feira (26) o último recurso contra a condenação a 12 anos e um mês de prisão na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), no âmbito da Operação Lava Jato.

Leia também:
Sob protestos, Lula diz que não está disposto a levar desaforo para casa
Cármen Lúcia marca julgamento de habeas corpus de Lula


Atualmente, a Corte tem um impasse sobre o entendimento que autorizou a execução provisória de condenados em segunda instância. O voto decisivo no julgamento deve ser proferido pela ministra Rosa Weber e vai depender da manutenção de seu entendimento.

Em 2016, quando a Corte analisou o caso, a ministra votou contra a prisão em segunda instância. No entanto, apesar de ser voto vencido, até o momento ela não proferiu decisões individuais evitando a prisão de condenados e vem seguindo a decisão da maioria do plenário.

Com voto da ministra contra o habeas corpus, o placar será de 6 a 5 a favor execução provisória de Lula. Se ela votar a favor da concessão do habeas corpus, o placar da votação pode passar para 6 votos a 5 contra a execução provisória do ex-presidente.

Com base em votos proferidos em julgamentos sobre o mesmo tema nas duas turmas da Corte, a expectativa é de que os ministro Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio e Celso de Mello devam votar contra a prisão em segunda instância. Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Alexandre de Moraes a favor.

Veja também

Governo diz buscar 'modelos de negócios' para unidades básicas do SUS em plano de concessões
Governo Federal

Governo diz buscar 'modelos de negócios' para unidades básicas do SUS em plano de concessões

DataVox Belo Jardim: Isabelle Mendonça lidera com 47,8%
Edmar Lyra

DataVox Belo Jardim: Isabelle Mendonça lidera com 47,8%