Temer diz que buscas em gráficas de campanha não o preocupam

Os mandados investigam gráficas que prestaram serviços para a campanha eleitoral da chapa Dilma-Temer em 2014

 O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, explica que as análises para aprovação de incentivos para as empresas têm calendário definido O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, explica que as análises para aprovação de incentivos para as empresas têm calendário definido - Foto: Rhudá Jardim/Sdec

O presidente Michel Temer disse nesta terça-feira (27) que as operações de busca e apreensão realizadas pela Polícia Federal em empresas que prestaram serviços para a campanha eleitoral da chapa em que era vice de Dilma Rousseff em 2014 não o preocupam e são parte da investigação.

As buscas e apreensões foram determinadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Isso é natural. Não há nenhuma irregularidade nisso. A investigação segue adiante com depoimentos, perícias, fatos como esse que visam instruir processo que está no Tribunal Superior. Nenhuma preocupação”, disse Temer em Maceió, durante entrevista coletiva após participar de anúncio de recursos de combate à seca.

Os mandados determinados pelo TSE investigam gráficas que prestaram serviços para a campanha eleitoral da chapa Dilma-Temer em 2014.

Leia mais:
Gráficas contratadas por chapa Dilma-Temer são alvo de operação da PF

Veja também

Governo dos EUA espera 'seriedade' de Bolsonaro na Cúpula do Clima
Meio ambiente

Governo dos EUA espera 'seriedade' de Bolsonaro na Cúpula do Clima

Tribunal de Contas absolve Dilma Rousseff no caso da refinaria de Pasadena
DECISÃO

Tribunal de Contas absolve Dilma Rousseff no caso da refinaria de Pasadena