Temer diz que crise envolvendo carne brasileira "está sendo superada"

"Em pouquíssimo tempo, vários países que iriam eventualmente embargar a carne não o fizeram, revelando a higidez da carne brasileira”, disse o presidente

Michel TemerMichel Temer - Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente da República, Michel Temer, demonstrou otimismo sobre o fim da crise envolvendo a carne brasileira ao participar de um evento na noite de terça (28) na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). “Acho que está sendo superado”, disse ao ser questionado sobre o assunto após um jantar. Segundo o presidente, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, mantém conversas com a União Europeia sobre a suspensão de importações.

“Ainda remanesce a questão da União Europeia. O ministro Blairo Maggi acabou de me dizer que terá novas conversações essa semana e semana que vem. Técnicos virão para cá para fazer um exame, uma inspeção. Mas veja que, em pouquíssimo tempo, vários países que iriam eventualmente embargar [a carne] não o fizeram, revelando a higidez da carne brasileira”, disse o presidente.

O bloco europeu pediu informações mais detalhadas às autoridades brasileiras sobre a Operação Carne Fraca, além de garantias de que a carne e seus derivados exportados não representam ameaça à saúde dos consumidores. Maggi recebeu na manhã de terça-feira (28) o comissário para Saúde e Segurança Alimentar da União Europeia, Vytenis Andriukaitis.

Demandas do setor

Temer recebeu do presidente da CNA, João Martins, um documento que aponta as dificuldades enfrentadas pelo setor agropecuário no tocante à infraestrutura e logística. A entidade sugere medidas para melhorar o escoamento da safra de grãos. A CNA apontou problemas em rodovias, como obras paradas em estradas ainda sem pavimentação, e burocracia excessiva no processo de melhoria do sistema ferroviário.

Temer recebeu o documento durante o jantar e agradeceu ao setor que, segundo ele, sustentou a economia do país durante momentos de crise. “Convenhamos que nos momentos mais difíceis, pudemos perceber que vocês conseguiram sustentar a economia brasileira. O agronegócio em geral sustentou a economia brasileira”, disse o presidente em discurso durante o jantar.

Julgamento no TSE

Ao falar com os jornalistas na saída do jantar, o presidente foi perguntado sobre o julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, que disputou as eleições presidenciais de 2014. O presidente Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, marcou para terça-feira (4), às 9h, o início do julgamento. “Marcou já? Muito bom, ótimo. Vamos aguardar”, limitou-se a dizer sobre o assunto. Em seguida, entrou no carro e deixou o evento.

Veja também

Quem decide se um povo vai viver democracia ou ditadura são as Forças Armadas, diz Bolsonaro
Presidente

Quem decide se um povo vai viver democracia ou ditadura são as Forças Armadas, diz Bolsonaro

Maia diz que coragem de Bolsonaro não é tão grande para negar CoronaVac e que Pazuello fez papelão
Vacina contra Covid-19

Maia diz que coragem de Bolsonaro não é tão grande para negar CoronaVac e que Pazuello fez papelão