Temer diz que deve repassar até R$ 800 mi para intervenção no Rio

Ele anunciou ainda o envio de um projeto de lei de crédito especial para reforçar o orçamento da pasta da Segurança Pública

Presidente Michel TemerPresidente Michel Temer - Foto: Beto Barata / PR

O presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira (19) que devem ser repassados entre R$ 600 milhões e R$ 800 milhões para a intervenção federal no Rio de Janeiro. Segundo ele, os valores serão definidos pela equipe econômica nesta semana e a expectativa é de que sejam destinados entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões para o Ministério da Segurança Pública.

Em reunião, na noite de domingo (18), o Palácio do Planalto definiu que será enviada ao Congresso Nacional uma medida provisória abrindo crédito extraordinário para o Rio de Janeiro.

Ele anunciou ainda o envio de um projeto de lei de crédito especial para reforçar o orçamento da pasta da Segurança Pública. O presidente informou os valores durante almoço oferecido pelo governo brasileiro a chefes de Estado que participam do Fórum Mundial da Água, no Palácio do Itamaraty.

Leia também: 
Temer pede a Braga Netto celeridade na solução do assassinato de Marielle
'Foi uma rajada de um segundo', diz sobrevivente de atentado a Marielle

Marielle
Na saída, ele informou que ordenou ao interventor Braga Netto que priorize as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e que resolva o caso no "menor prazo possível".

"A determinação é para apurar no menor prazo possível. Todos os esforços, e falei com o general Braga Netto na sexta-feira (16), é para aplicar todos os esforços e todos os recursos para logo solucionar essa questão", disse.
Perguntado pela reportagem se será candidato reeleição, Temer sorriu e não respondeu à pergunta.

Gafe
No tradicional brinde, feito no início do almoço, o cerimonial do Palácio do Itamaraty cometeu uma falha. Não foi colocado no púlpito do presidente uma taça de champagne. Sem nada para brindar, o presidente reclamou. "Não sei se vou levantar um brinde ou não, porque ninguém me trouxe um copo", afirmou.

Com a queixa, um garçom se apressou e entregou uma taça ao presidente, que acabou conseguindo realizar o cumprimento.

Veja também

Saiba como denunciar atos presenciais de campanha que gerem aglomeração
Eleições 2020

Saiba como denunciar atos presenciais de campanha que gerem aglomeração

Relatório do impechment de Witzel é entregue ao Tribunal Misto
Brasil

Relatório do impechment de Witzel é entregue ao Tribunal Misto