Temer diz que entregou mais escrituras que governos dos últimos 10 anos

Segundo Temer, o total de títulos entregues chega a quase 100 mil só este mês

Michel TemerMichel Temer - Foto: Agência Brasil

Em cerimônia da entrega de títulos fundiários, realizada na tarde de hoje (16) em Caraguatatuba (SP), o presidente Michel Temer destacou o volume de escrituras urbanas e rurais que seu governo tem entregue.

“Apenas em 2017 nosso governo emitiu mais títulos definitivos que governos anteriores nos últimos dez anos somados. Têm assentados rurais que estão há anos e anos sem receber o seu título. Ou seja, fica numa situação de precariedade. Por isso que essa cerimônia simboliza mais que a entrega de um papel. Ela revela a dignidade da pessoa”, disse o presidente.

Leia também:
Para evitar desgaste, Temer cancela viagem ao Rio
Temer assina decreto que regulamenta o RenovaBio


Foram entregues 9 mil títulos imobiliários em Caraguatatuba, mas o presidente destacou que ministros de seu governo estavam “em vários estados” fazendo o mesmo. Segundo Temer, o total de títulos entregues chega a quase 100 mil só este mês. No caso dos trabalhadores rurais, o governo também disponibiliza R$ 12 milhões de crédito para iniciar a produção. Até o final do ano serão R$ 85 milhões para esse fim.

Estar no litoral norte de São Paulo fez o presidente lembrar da época que fazia campanha política para deputado federal. Em ano de eleição, e ainda sem um candidato do governo para concorrer à Presidência, Temer disse “sentir saudade” da época de campanha.

“Olho para o auditório e vejo com alegria tantas fisionomias conhecidas. Começo a sentir saudade do tempo que eu fazia campanha para deputado federal. Porque eu tive seis mandatos, então percorria todos os municípios. Mas essa região de Caraguá [Caraguatatuba], Ilha Bela, essa região eu frequentava muito. Toda vez que a gente vem aqui, a gente se sente em casa”.

Veja também

Brasil é o terceiro pior país da América Latina em direitos políticos para as mulheres
Política

Brasil é o terceiro pior país da América Latina em direitos políticos para as mulheres

Projetos ampliam Lei dos Crimes Hediondos, que completou 30 anos
Congresso

Projetos ampliam Lei dos Crimes Hediondos, que completou 30 anos