Temer prefere que Lula seja 'derrotado politicamente'

"Acho que, se o Lula participar, será uma coisa democrática. O povo vai dizer se quer, ou não", manifestou Temer

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

O presidente Michel Temer prefere que o ex-presidente Lula seja "derrotado politicamente", diante da proximidade do julgamento que pode confirmar sua condenação à prisão e complicar a candidatura do líder da esquerda às eleições deste ano.

"Convenhamos, se (Lula) fosse derrotado politicamente, é melhor do que ser derrotado (na Justiça) porque foi vitimizado. A vitimização não é boa para o país e para um ex-presidente", disse Temer em uma entrevista publicada neste sábado (20) no jornal Folha de S.Paulo.

Leia também:
Para Dilma, Brasil será ingovernável se invalidarem candidatura de Lula
Tribunal transmitirá ao vivo julgamento de Lula
Temer diz à PF que não autorizou Loures a usar seu nome para receber dinheiro


Na quarta-feira (24), o Tribunal Regional Federal Nº4 (TRF4) de Porto Alegre decidirá se ratifica a condenação de nove anos e meio de prisão contra Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A sentença foi ditada em julho pelo juiz Sérgio Moro.

Se o juiz de segunda instância confirmar a condenação, Lula, de 72 anos, líder das intenções de voto para outubro, estaria mais perto da prisão e de uma invalidação de sua eventual candidatura. A princípio, continuaria livre e poderia fazer campanha até se esgotarem todos os recursos em instâncias penais superiores e na Justiça eleitoral.

"Acho que, se o Lula participar, será uma coisa democrática. O povo vai dizer se quer, ou não", manifestou Temer.

A expectativa em torno do julgamento de Lula é grande. As autoridades já anunciaram uma operação especial de segurança, visando a eventuais distúrbios em Porto Alegre, enquanto o PT se prepara para suas mobilizações sob o lema "Eleição sem Lula é fraude".

Veja também

Procuradoria pede que Justiça afaste Ricardo Salles do Meio Ambiente
governo

Procuradoria pede que Justiça afaste Ricardo Salles do Meio Ambiente

Após exame no pulmão, Bolsonaro diz que fará novo teste para coronavírus
Coronavírus

Após exame no pulmão, Bolsonaro diz que fará novo teste para coronavírus