Política

Temer viaja com Sarney e Gilmar Mendes para velório de Mário Soares

Antes do embarque, o presidente cumpriu agenda no interior do Rio Grande do Sul e ficou em Brasília por algumas horas

O presidente da Frente, deputado Danilo Cabral (PSB-PE), participou do evento e reforçou a necessidade da recomposição do orçamento do SUASO presidente da Frente, deputado Danilo Cabral (PSB-PE), participou do evento e reforçou a necessidade da recomposição do orçamento do SUAS - Foto: Dinho Souto

O presidente Michel Temer já está a caminho de Lisboa para participar das cerimônias fúnebres do ex-presidente português Mário Soares. Temer viajou acompanhado do ex-presidente da República José Sarney, do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do subsecretário-geral do ministério das Relações Exteriores, Fernando Simas Magalhães.

Presidente de Portugal entre 1986 e 1996, Mário Soares também foi primeiro-ministro do país (1976-1978 e de 1983-1985). Ele morreu na tarde de sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, onde estava internado desde o dia 13 de dezembro. O governo de Portugal decretou luto oficial de três dias, a partir desta segunda-feira (9).

No Mosteiro dos Jerônimos, onde ocorre o velório aberto ao público, Temer participa amanhã (10) das últimas homenagens a Soares, às 13h (horário local). Em seguida, o corpo do político português segue para o Cemitério dos Prazeres, também na capital portuguesa, para o funeral.

Antes do embarque, o presidente cumpriu agenda no interior do Rio Grande do Sul e ficou em Brasília por algumas horas.

Leia mais:
Temer embarca para Portugal e Rodrigo Maia assume a presidência da República
Portugal, de luto, se despede do 'pai da democracia'

Biografia

Mário Soares é considerado por muitos um dos grandes nomes da democracia em Portugal. Foi advogado, fundou o Partido Socialista, lutou contra a ditadura de Salazar, foi preso e exilou-se em Paris. Voltou ao país após a Revolução dos Cravos, movimento que derrubou a ditadura.

Conduziu Portugal no processo de adesão à União Europeia, entre outros feitos. De volta a Portugal, foi ministro dos Negócios Estrangeiros, primeiro-ministro e presidente da República.

Em 2013, o ex-presidente Mário Soares concedeu uma entrevista exclusiva à Agência Brasil. Leia aqui a entrevista.

Veja também

Bolsonaro recorre contra decisão de Toffoli que rejeitou ação contra Moraes
STF

Bolsonaro recorre contra decisão de Toffoli que rejeitou ação contra Moraes

Câmara dos Deputados elege na quarta-feira (25) novos integrantes da Mesa Diretora
Política

Câmara dos Deputados elege na quarta-feira (25) novos integrantes da Mesa Diretora