Teori autoriza policiais legislativos a voltarem ao trabalho

Detidos temporariamente, os policiais legislativos alvo da ação já foram libertados

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki Ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki  - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki autorizou nesta sexta-feira (28) a volta ao trabalho dos quatro policiais legislativos do Senado presos durante a Operação Métis, deflagrada pela Polícia Federal no dia 21 de outubro.

O despacho do ministro ocorreu em cima de um pedido feito pela Mesa Diretoria do Senado, que pleiteava a liberação dos agentes para retomarem às suas funções e a devolução de todo o material que foi apreendido pela PF.

Detidos temporariamente, os policiais legislativos alvo da ação já foram libertados. Eles são suspeitos de atrapalharem investigações da PF, ao fazerem varreduras em busca de escutas em imóveis ligados a senadores.

O ministro, porém, negou a solicitação de envio do conteúdo que a PF apreendeu no Congresso. Nesta quinta, ele determinou a suspensão dos efeitos da Operação Métis e determinou a remessa do material ao Supremo.

"Suspensos os procedimentos e os atos que lhes deram causa, o retorno dos policiais legislativos afastados ao exercício regular de suas funções é consequência natural e imediata. Todavia, o mesmo não se pode dizer da devolução dos objetos apreendidos, que se acham vinculados ao inquérito de origem", escreveu Teori.

Também nesta sexta, a Polícia Federal requereu autorização para concluir a perícia no material apreendido antes de enviá-lo para o Supremo.

Veja também

Geraldo Pinho Alves Filho quer trazer linha de metrô para Paulista
Eleições 2020

Geraldo Pinho Alves Filho quer trazer linha de metrô para Paulista

Em Casa Amarela, João manda recado e diz que não se resolve problemas da cidade no grito
Eleições 2020

Em Casa Amarela, João manda recado e diz que não se resolve problemas da cidade no grito