teste teste do pin

teste teste do pin

Polícia Civil detalha Operação RatatouillePolícia Civil detalha Operação Ratatouille - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

A deputada Teresa Leitão (PT) afirmou que a ocupação dos estudantes nos centros acadêmicos e nas escolas de Ensino Médio é uma reação natural diante das medidas tomadas pelo Governo Federal, como a reforma do próprio Ensino Médio e da PEC 55, que está em trâmite no Senado. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta quarta-feira (9), a parlamentar disse que a resistência dos alunos é uma lição também para os adultos.

Leo Verão é a grande atração do SOS Praia

Foto: Leo Verão é a grande atração do SOS Praia
Créditos: Divulgação

“Imagine que para essa juventude, que não conheceu a Ditadura, e está vivendo agora sob um golpe depois de ter passado toda sua vida no regime democrático? É uma reação natural, inclusive essa é uma lição para nós adultos que precisamos apoiar, solidarizar e garantir que as coisas ocorram dentro da perfeita ordem. Um processo de respeito ao patrimônio público, não haver pichações, problemas de relacionamentos, nem com eles nem com professores”, afirmou Teresa.

“Os alunos não estão ociosos, nem dentro dos centros acadêmicos, universidades, nem nas escolas de referencia em ensino médio, que aqui no estado temos duas”, completou.

Segundo a deputada, o processo de ocupação deve forçar ao Ministério da Educação a realizar uma negociação com as instituições de ensino.

“O autoritarismo do MEC é tão exorbitado que o próprio presidente da Câmara (Rodrigo Maia - DEM) foi ao governo para que a MP do Ensino Médio fosse substituída por um projeto de lei, e aproveita o que já está acumulado”, disse a petista.

A deputada Teresa Leitão (PT) afirmou que a ocupação dos estudantes nos centros acadêmicos e nas escolas de Ensino Médio é uma reação natural diante das medidas tomadas pelo Governo Federal, como a reforma do próprio Ensino Médio e da PEC 55, que está em trâmite no Senado. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta quarta-feira (9), a parlamentar disse que a resistência dos alunos é uma lição também para os adultos.

“Imagine que para essa juventude, que não conheceu a Ditadura, e está vivendo agora sob um golpe depois de ter passado toda sua vida no regime democrático? É uma reação natural, inclusive essa é uma lição para nós adultos que precisamos apoiar, solidarizar e garantir que as coisas ocorram dentro da perfeita ordem. Um processo de respeito ao patrimônio público, não haver pichações, problemas de relacionamentos, nem com eles nem com professores”, afirmou Teresa.

“Os alunos não estão ociosos, nem dentro dos centros acadêmicos, universidades, nem nas escolas de referencia em ensino médio, que aqui no estado temos duas”, completou.

Segundo a deputada, o processo de ocupação deve forçar ao Ministério da Educação a realizar uma negociação com as instituições de ensino.

“O autoritarismo do MEC é tão exorbitado que o próprio presidente da Câmara (Rodrigo Maia - DEM) foi ao governo para que a MP do Ensino Médio fosse substituída por um projeto de lei, e aproveita o que já está acumulado”, disse a petista.

A deputada Teresa Leitão (PT) afirmou que a ocupação dos estudantes nos centros acadêmicos e nas escolas de Ensino Médio é uma reação natural diante das medidas tomadas pelo Governo Federal, como a reforma do próprio Ensino Médio e da PEC 55, que está em trâmite no Senado. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta quarta-feira (9), a parlamentar disse que a resistência dos alunos é uma lição também para os adultos.

“Imagine que para essa juventude, que não conheceu a Ditadura, e está vivendo agora sob um golpe depois de ter passado toda sua vida no regime democrático? É uma reação natural, inclusive essa é uma lição para nós adultos que precisamos apoiar, solidarizar e garantir que as coisas ocorram dentro da perfeita ordem. Um processo de respeito ao patrimônio público, não haver pichações, problemas de relacionamentos, nem com eles nem com professores”, afirmou Teresa.

“Os alunos não estão ociosos, nem dentro dos centros acadêmicos, universidades, nem nas escolas de referencia em ensino médio, que aqui no estado temos duas”, completou.

Segundo a deputada, o processo de ocupação deve forçar ao Ministério da Educação a realizar uma negociação com as instituições de ensino.

“O autoritarismo do MEC é tão exorbitado que o próprio presidente da Câmara (Rodrigo Maia - DEM) foi ao governo para que a MP do Ensino Médio fosse substituída por um projeto de lei, e aproveita o que já está acumulado”, disse a petista.

Veja também

Com 'Erundinamóvel', vice de Boulos entrará na campanha de rua para tentar forçar ida ao 2º turno
SÃO PAULO

Com 'Erundinamóvel', vice de Boulos entrará na campanha de rua para tentar forçar ida ao 2º turno

Líder do MBL é denunciado sob a acusação de tráfico de influência e fraude em licitação
Política

Líder do MBL é denunciado sob a acusação de tráfico de influência e fraude em licitação