TRF4 determina sequestro de imóveis da filha e da enteada de Palocci

O pedido havia sido negado pelo juiz Sergio Moro na primeira instância,

Antônio Palocci foi preso em uma das fases da Lava JatoAntônio Palocci foi preso em uma das fases da Lava Jato - Foto: Heuler Andrey/AFP

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decretou nesta quarta-feira (21) o sequestro de quatro imóveis em nome da filha e da enteada do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, no âmbito da Operação Lava Jato, atendendo a um recurso do Ministério Público Federal (MPF).

O pedido havia sido negado pelo juiz Sergio Moro na primeira instância, sob o argumento de que os imóveis, localizados em São Paulo, ainda não foram avaliados e que o ex-ministro já tinha bens em seu nome bloqueados, no valor de R$ 61,7 milhões.

Em seu voto, o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato em segunda instância, considerou que a ausência de avaliação não impede o sequestro dos bens e que se trata de uma medida de caráter provisório.

Leia também:
Tribunal nega pedido de Palocci para ser ouvido novamente
Palocci pede desfiliação do PT e ataca Lula


Ainda segundo o magistrado, dois dos imóveis sequestrados apresentam fortes indícios de ter sido adquiridos com recursos ilícitos. A decisão de Gebran Neto foi acompanhada pelos outros dois desembargadores da 8ª Turma do tribunal. O processo está sob segredo de Justiça.

Veja também

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC
santa catarina

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia
política

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia